Tecnologia

TSE lança aplicativo que permite o eleitor votar com documento digital

O e-título será testado pela primeira vez nas eleições 2018

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
O e-título trará informações relevantes para o eleitor, como o local de votação e dados de cadastro biométrico. / TSE

O primeiro turno das Eleições 2018 acontece em 07 de outubro, quando os eleitores comparecerão às urnas para escolher seus representantes. Essa será a primeira vez que os eleitores terão a oportunidade de testar o e-título, lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em dezembro do ano passado, tecnologia que permitirá aos eleitores acessarem uma via digital do título eleitoral por meio do seu smartphone ou tablet.

O aplicativo estará funcionando em âmbito nacional e todos os cidadãos poderão utilizá-lo, desde que não haja nenhuma pendência com a Justiça Eleitoral. Segundo o advogado Luis Roberto Alcoforado, da Alcoforado Advogados Associados, a principal função e vantagem do aplicativo é a dispensabilidade de portar o título de eleitor (documento físico). "Além do mais, o software permite que os dados do eleitor permaneçam, em tese, sempre seguros e disponíveis", comenta o especialista.

No caso da utilização da tecnologia por quem já fez a biometria, o advogado esclarece que, para quem já fez o cadastro biométrico, basta se cadastrar no aplicativo e estar portando o smartphone no dia do pleito. "Já para quem não fez, é necessário que, no dia da eleição, esteja portando um documento oficial com foto", explica.

O e-título trará informações relevantes para o eleitor, como o local de votação e dados de cadastro biométrico. Também será possível acessar por meio e-título a certidão de quitação eleitoral e certidão criminal. Além disso, o sistema operacional também oferece a opção ao usuário de como chegar até o seu domicílio eleitoral da melhor forma.

 

Edição: Marcos Barbosa