Rádio

Ouça o Programa Brasil de Fato – Rio de Janeiro – 21/11/18

O direito à memória e as comemorações do Dia da Consciência Negra são os destaques da edição

Reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o Cais do Valongo foi o principal porto de entrada de escravos nas Américas

,

Ouça o áudio:

Reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o Cais do Valongo foi o principal porto de entrada de escravos nas Américas / Fernando Frazão/Agência Brasil

O programa de hoje fala sobre a importância da preservação do patrimônio material e imaterial africano e afro-brasileiro.

Em entrevista, Mãe Flávia Pinto, conta sobre a campanha “Liberte Nosso Sagrado”, que conseguiu a autorização para que o acervo de objetos sagrados de terreiros seja transferido do Museu da Polícia Civil para o Museu da República. Ela também fala sobre os passos necessários para a reparação histórica pela perseguição sofrida por negras e negros ao longo da formação do Rio e do Brasil.

O programa também traz os depoimentos de lideranças que participaram das homenagens a Zumbi dos Palmares no Dia da Consciência Negra. Entre elas estão Gracy Mari Moreira, bisneta de Tia Ciata e diretora da Organização Cultural Remanescentes de Tia Ciata, Fátima Malaquias, presidente do Conselho de Defesa do Direito do Negro do Município do Rio de Janeiro (Condedine), Cláudia Vitalino, da União de Negros pela Igualdade (Unegro), e Ya Regina Gandhi, do bloco Afoxé Filhos de Gandhi.

Direto do Ceará, a repórter Camila Garcia traz as notícias sobre a ameaça de despejo de famílias do acampamento Zé Maria do Tomé, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Confira ainda reportagens sobre as medidas do governo Temer para tentar substituir os médicos cubanos que deixaram o país e sobre como a arte tem sido aproveitada como ferramenta de resistência e luta por trabalhadores rurais sem terra no Paraná.

Os preparativos para a reta final do brasileirão você ouve no Papo Esportivo com Luiz Ferreira. 

Edição: Filipe Cabral