COLUNA DOS CLUBES

Coluna Timbu | A base que salva

Com orçamento enxuto e poucas contratações, a base acaba assumindo a responsabilidade de ocupar os espaços

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Náutico conseguiu sua primeira vitória na Série C do Brasileirão sobre o Imperatriz / Léo Lemos/Náutico

Com a vitória sobre o Imperatriz, dentro de casa, o Náutico conseguiu sua primeira vitória na Série C do Brasileirão. Nesse início de competição, o que mais chama atenção é a oscilação na escalação, com ausências das principais contratações ou revelações do ano.

No ataque, Jorge Henrique e Robinho ainda se encontram no Departamento Médico e Tiago, com méritos, encontra-se cedido à Seleção Brasileira; no meio, jogadores contratados para serem titulares também estão com problemas médicos, como Danilo Pires e Maylson. Na defesa, Diego e Hereda não disputaram a última partida. Com orçamento enxuto e poucas contratações, a base acaba assumindo a responsabilidade de ocupar os espaços, como é o caso dos jovens Lucas Paraíba e Wagninho. 

Edição: Monyse Ravenna