ESPALHANDO CONHECIMENTO

Curso leva formação Jurídica Popular para Jovens de Santa Rita

"Conhecendo o Direito” visa formar lideranças populares para estimular e fortalecer a luta pelos Direitos Humanos

Brasil de Fato | João Pessoa (PB)

,
Turma do curso "Conhecendo o Direito". / Cedhor

O Centro de Direitos Humanos Dom Oscar Romero (CEDHOR), em Santa Rita – PB, na região metropolitana de João Pessoa, criou o curso “Conhecendo o Direito”, com o objetivo de estimular o protagonismo da juventude e a defesa dos direitos básicos mais violados no cotidiano do povo.

O curso teve início no dia 07 de junto e a primeira turma conta com jovens entre 14 e 20 anos de idade, dos bairros Tibiri II e Marcos Moura, e da vizinha cidade Bayeux, aprovados por meio de uma seleção com questões sociais. Os encontros serão semanais às sextas-feiras à tarde durante três meses. No currículo, noções de Direito Constitucional, Consumidor, Criminal e dos grupos vulneráveis. 

Suellyton de Lima (de pé), advogado popular, durante aulas do curso./ Cedhor.

“A ideia é formar novas lideranças, diante do desrespeito aos direitos fundamentais em Santa Rita. Que esses jovens saibam que não estão sozinhos e tenham conhecimentos sobre a quem recorrer quando acontecer violação de seus direitos”, disse Suellyton de Lima, advogado popular e coordenador do curso.

As aulas não serão restritas apenas a parte teórica. Visitas aos espaços institucionais como o Fórum, Defensoria Pública e Ministério Público estão programadas, além, obviamente, dos movimentos sociais que resistem e lutam para garantir e efetivar direitos fundamentais. 

Segundo Keyla Vitória, sua participação no curso é devido sua vontade de mudar, pois já participou de vários projetos sociais com o mesmo intento. “Me interessei pelo curso porque quero fazer a diferença”, diz. 

Serão dezenove encontros durante três meses. A metodologia do curso compreende, além da discussão teórica, momentos lúdicos com músicas e vídeos para reflexão coletiva O CEDHOR fornecerá apostilas, lanches e transportes par fazer as visitas.

“Minhas expectativas são as melhores possíveis. Busquei o curso este curso pela oportunidade de crescimento profissional e também para repassar as informações para meus amigos e familiares”, conta Aline Maria, outra participante do curso.

De acordo com Suellyton Lima, as inscrições foram encerradas, mas novas turmas são pretendidas para o futuro. Ele deverá ministrar várias aulas e também convidará militantes e juristas que atuam na área para contribuir com o curso.

 

Edição: Heloisa de Sousa