ARTESANATO

Homenageando Lia de Itamaracá, 20ª edição da Fenearte vai até 14 de julho

Feira Nacional de Negócios do Artesanato também homenageia Dona Duda e Antônio Baracho; evento acontece em Olinda.

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Estarão expostas e disponíveis para a venda a produção artesanal de mais de 21 países com cerca de 5 mil peças / SEBRAE

A maior feira de artesanato da América Latina, a Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), iniciou a sua vigésima edição na última quarta (3) e segue até o dia 14, no Centro de Convenções, em Olinda. Estarão expostas e disponíveis para a venda a produção artesanal de mais de 21 países, com cerca de 5 mil peças. Com tanta variedade de produtos, a produção local também tem seu espaço garantido, com mais de 70% de expositores pernambucanos.

Além da exposição, os 11 dias de programação tem atividades formativas, como oficinas gratuitas de bordado, bonecas abayomi, xilogravuras, tapeçaria e palestras voltadas à temas mais abrangentes como, design, artesanato, curadoria, artes plásticas e vários outros. A parte da programação voltada para a moda, a Passarela Fenearte apresenta criações pernambucanas das diversas escolas e cursos do estado, comunidades tradicionais e estilistas com desfiles diários. O evento tem um espaço gastronômico com Polo de Cervejas Artesanais e mais de 14 restaurantes e foodbikes espalhadas pelo evento com alimentos produzidos artesanalmente.

Para celebrar as duas décadas de existência do evento, a Fenearte esse ano homenageia três músicos pernambucanos: Lia de Itamaracá e Dona Duda, cirandeiras, compositoras e artistas populares em atividade de Pernambuco há mais de 50 anos e Antônio Baracho, considerado o “Rei da Ciranda de Abreu e Lima”. Por isso, a programação cultural do evento prioriza a valorização dos grupos de samba de coco, ciranda e outros ritmos populares, que se apresentarão durante os dias do evento, como Aurinha do Coco, Maracatu Estrela Brilhante, As Filhas de Baracho, O Homem da Meia Noite e a própria Lia de Itamaracá. Já na entrada do Centro do Convenções a Alameda dos Mestres recepciona os visitantes com 64 artistas locais da música popular.

Para garantir que todos e todas possam participar do evento, também há visitas guiadas gratuitas com audiodescrição para pessoas com deficiência visual, com deficiência sensorial ou com distúrbios de atenção e visitas guiadas com Libras para pessoas com deficiência auditiva. A cada dia serão abertas 60 vagas para visitas cada uma com três horas de duração. Para as crianças, a programação conta com apresentações de Teatro Infantil e as atividades recreativas da Escolinha de Arte do Recife.

A Fenearte vai até o dia 14 de julho no Centro de Convenções de Olinda, que fica na Av. Prof. Andrade Bezerra, s/n - Salgadinho. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia), de segunda-feira a quinta-feira, e R$ 12 e R$ 6 (meia), de sexta-feira a domingo e a entrada é gratuita para pessoas com deficiência mediante apresentação da carteira. Para conferir a programação completa, é possível baixar o app FENEARTE 2019, disponível para sistemas Android e iOS ou acessar o site do evento.

 

Edição: Monyse Ravenna