CAMPANHA SALARIAL

Petroleiros rejeitam acordo coletivo em reunião com executivos

Sugestão era de aumento de apenas 1%, o que não cobre o crescimento da inflação nesse período

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Uma das motivações é o momento de desmonte pelo qual a Petrobras vem enfrentando, junto com os descumprimentos de acordos coletivos antigos / fup

Os representantes dos petroleiros formalizaram à empresa a reprovação da categoria, em assembleias por todo o país, à proposta de renovação do acordo coletivo. Na última sexta-feira (26), dirigentes das duas federações dos petroleiros (FUP e FNP) voltaram a se reunir com executivos da estatal.

A proposta inicial, que previa 1% de reajuste, foi rejeitada por unanimidade, segundo as federações. Uma das motivações para justificar a recusa é o momento de desmonte pelo qual a Petrobras vem enfrentando, junto com os descumprimentos de acordos coletivos anteriores, incluindo ameaças de demissão. 

 

Edição: Monyse Ravenna