Variedades

Coluna de Ciências | Dieta detox é eficaz?

O corpo é muito bom em se desintoxicar sozinho

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
A ideia de que estamos constantemente intoxicados, e que precisamos nos desintoxicar, é mal abordada / Luiza Hoffmann

As dietas detox estão na moda. Trata-se do consumo de determinadas frutas, legumes ou verduras, geralmente na forma de sucos, que teoricamente possuem função desintoxicante no organismo. Emagrecimento e cura de doenças são o tipo de promessa oferecida por seus defensores.

Primeiro, o que é uma toxina? Qualquer substância inútil ao organismo e que prejudique o seu funcionamento normal. Nossas células produzem toxinas o tempo todo, resultado do metabolismo. Além disso, é possível absorvê-las do ambiente, por meio da água e do ar ou pela ingestão de alimentos.

Desintoxicar é o ato de eliminar essas substâncias do corpo. O próprio organismo já possui diversos mecanismos bem eficazes para isso, que raramente deixam uma toxina se acumular por longos períodos. Os principais órgãos envolvidos nesse processo são o fígado e os rins. Também participam os pulmões, o intestino e até a pele. Via de regra, o fígado metaboliza a toxina (transforma-a em outra menos prejudicial) e passa a bola para os rins, que farão a eliminação por meio da urina.

Quando se diz que algo possui ação detox significa que ele ajuda nesse processo, certo? Que, de alguma forma, alguma substância contida nele auxilia o trabalho do fígado. Ou, talvez, o sentido seja outro. Que, ao seguir a dieta, a pessoa deixa de se intoxicar com as substâncias presentes nos alimentos comumente ingeridos, tipo uma trégua de alguns dias dada ao fígado.

Independente da teoria assumida, os estudos científicos realizados até o momento para se testar a eficácia dessas dietas não demonstraram que a ação detox seja real. Até porque, elas nem chegam a afirmar que toxinas estão sendo atacadas, ou que mecanismo está envolvido no processo. Assim, fica difícil até a realização de estudos mais rigorosos sobre o tema.

A própria ideia de que estamos constantemente intoxicados, e que precisamos nos desintoxicar, é mal abordada. Como disse, o corpo é muito bom em se desintoxicar sozinho.

Sempre digo que não há tratamento ou alimento milagroso, seja para emagrecer, seja para se curar. Se você vir alguém afirmar que tal coisa é a grande solução para a saúde, desconfie. Provavelmente, ela só quer te vender algo.

Cuidar da saúde é algo relativamente simples, mas que exige esforço. Por isso, buscamos sempre um atalho mágico que facilite as coisas. Infelizmente, não é assim que funciona. Quer perder peso e melhorar a saúde? Foque em boa alimentação, atividade física, pare de fumar e beber. Eita! Bem mais difícil do que tomar um suquinho verde de vez em quando, né?

Um abraço e até a próxima!

*Renan Santos é professor de biologia da rede estadual de Minas Gerais

Edição: Joana Tavares