DENÚNCIA

Velório do 'Future-se' acontece nesta terça na UFPB

Ato simbólico acontece no Centro de Vivências do Campus I, em JP; às 19h terá cortejo e, à noite, cremação

Brasil de Fato | João Pessoa (PB)

,
Atividade inusitada tem como objetivo denunciar o desmantelo da educação pública e a retirada de direitos feita pelo governo Bolsonaro. / Reprodução

Desde às 9h da manhã desta terça (6) está sendo realizado no Centro de Vivências da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o velório simbólico do programa Future-se, apresentado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, às universidades federais brasileiras. Professores, servidores técnico-administrativos e estudantes participam da atividade que será concluída com uma cremação à noite, após cortejo fúnebre, previsto para acontecer às 19h pelos centros de ensino do campus I da UFPB.

Na sequência, os caixões irão retornar à entrada do CCHLA e haverá um ato crematório do Future-se, da reforma da Previdência e dos cortes no orçamento.

Deliberada pela plenária unificada dos segmentos da UFPB, no dia 25 de julho, a atividade tem como objetivo chamar a atenção da sociedade e mobilizar as diversas categorias contra os ataques do governo federal. A proposta também é convocar todos(as) para o 13 de agosto, Dia Nacional de Luta contra a reforma da Previdência, que será marcado por protestos em todo o país.

Compõem a organização da atividade o Sindicato dos Professores da UFPB (Adufpb), o Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior da Paraíba (Sintespb) e o Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Nos dias 25 e 26 de julho, aconteceu a 176ª Reunião do Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), em Vitória (ES). Dessa reunião, resultou a Carta de Vitória, onde reitores de todas as universidades federais conclamam a sociedade a discutir o Future-se e alertam para os impactos que o programa pode ocasionar. Na carta, eles dizem que o Future-se pode "comprometer a natureza da instituição e reduzir o compromisso do estado com o financiamento público do ensino superior, foi observado que o Programa exige a modificação explícita de 16 leis vigentes, contrariando ainda normativas dos órgãos de controle, no que se refere ao trânsito de recursos privados e recursos públicos".

Acompanhe parte da ação na UFPB no vídeo a seguir:

Programação do “Funeral” na UFPB

Data: terça-feira, 6/8

Horários:

- 9h – Início da atividade no Centro de Vivência

- 11h30 – Apresentação do Coletivo de Dança Redemoinho, com a performance “Se a Carapuça Servir”

- 16h – Cortejo fúnebre até o CCHLA

- 19h – Cortejo pelos centros de ensino

- Encerramento com “ato crematório”

Edição: Heloisa de Sousa