LITERATURA

Tese de doutorado explica eleição de Bolsonaro e avanço do neoconservadorismo no país

'O novo conservadorismo Brasileiro – de Reagan a Bolsonaro' é um livro de Marina Lacerda lançado neste ano

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS)

,

Ouça o áudio:

É uma leitura obrigatória para quem quiser entender e lutar contra esta situação estabelecida / Foto: Lula Marques

O novo conservadorismo Brasileiro – de Reagan a Bolsonaro é um livro de Marina Lacerda lançado pela editora Zouk em junho deste ano e que foi autografado pela autora dia 26 na livraria Baleia, em Porto Alegre. Trata-se de um brilhante estudo de política comparada que nos permite entender como o mesmo arcabouço ideológico que fundamentou a eleição de Ronald Reagan 40 anos atrás , no Estados Unidos e Jair Bolsonaro em 2018 em nosso pais. Da mesma forma serviu de fundamento para o neoliberalismo mais autêntico.

Segundo esta tese de doutorado da autora, o neoconservadorismo “é fundado na tríade militarismo, absolutismo do livre mercado e família tradicional”. Esta ideologia embasou a eleição de Reagan o golpe chileno e o sistema econômico criado pro Pinochet, entre outros. Ele coloca em cheque as balizas do sistema internacional de direitos humanos e da própria democracia como repertório institucional das disputas por direitos e por garantias para indivíduos e minorias sociais e políticas.

No caso brasileiro, serviu de base para as bancadas da Bíblia, das armas e do agronegócio. Como nos Estados Unidos sua militância é recrutada nas igrejas pentecostais e nas las mais conservadoras e tradicionais do catolicismo.

É uma leitura obrigatória para quem quiser entender e lutar contra esta situação estabelecida. O livro tem 228 páginas divididas em capítulos como a história e o conceito do neoconservadorismo nos Estados Unidos; Defesa da família patriarcal: atuação parlamentar em combate ao feminismo e às demandas do movimento LGBT; Idealismo punitivo: atuação parlamentar pelo rigor criminal; Bolivarianismo e sionismo: inserção internacional religiosa e anticomunista; Neoliberalismo: atuação parlamentar por desnacionalização, desregulamentação, privatização e valores de mercado e Jair Bolsonaro e o neoconservadorismo quarenta anos depois.

Marina Lacerda é bacharela em direito pela UFPR, mestra em direito pela PUC-RJ e doutora em ciência política pela UFRJ. Advogada e analista legislativa da Câmara dos Deputados, trabalha há anos na assessoria da Comissão de Direitos Humanos. A atuação parlamentar serviu como embasamento factual para a demonstração de sua tese.

A obra está a venda na livraria Baleia, na rua Fernando Machado, 85 ao preço de R$47,00.

Edição: Marcelo Ferreira