FUTEBOL

Deputados do Rio estudam retorno da "geral" a ingressos populares no Maracanã

Projeto de lei quer trazer “geraldinos” para o Maracanã novamente

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ)

,

Ouça o áudio:

Projeto de lei em tramitação na Alerj prevê a reabertura de setores populares no Maracanã / Arquivo

Deputados estaduais, representantes de clubes, torcidas organizadas e do governo do Rio de Janeiro se reuniram na última semana para discutir sobre um projeto de lei que prevê a reabertura de setores populares no Maracanã. O debate ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em uma audiência pública conjunta promovida pelas comissões de Esporte e Lazer, Obras Públicas e Política Urbana.

O Brasil de Fato conversou com a deputada Zeidan Lula, autora do projeto de lei junto com o deputado André Ceciliano, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT). Ela comentou sobre a audiência e explicou como tal projeto pode ser implementado. “Não há nenhum empecilho legal, de regimento ou regulamentação que impeça que haja público em pé no Maracanã. Ninguém é contra isso, os clubes são favoráveis", explicou Zeidan. A deputada adiantou que, caso o projeto de lei seja aprovado, será necessário o planejamento da viabilidade econômica de uma obra que dê segurança aos torcedores.

Zeidan também frisou que concepção legal do projeto é exatamente vender ingressos a preços populares. "A gente precisa resgatar os geraldinos, que são os torcedores mais enfáticos, que mais vibram no Maracanã e que na verdade jogam com o jogador em campo. O que a gente quer é não só arquibancada, é encher o Maracanã de geraldinos, com ingressos populares, popularizando o nosso futebol e trazendo o glamour do show do futebol novamente”.

A deputada também se mostrou otimista em relação à aprovação do projeto na Alerj: "É importante ressaltar que muitos deputados na Assembleia aprovam o projeto, então há uma probabilidade muito grande do nosso projeto ser aprovado e está para entrar em pauta a qualquer momento", contou.

Representantes do Flamengo e Fluminense, clubes responsáveis pela gestão do Maracanã também se mostraram favoráveis a volta dos setores populares no estádio. Contudo, defenderam uma avaliação mais criteriosa do projeto antes de definições serem estabelecidas.

Edição: Vivian Virissimo