RESISTÊNCIA

Chegou a época do Festival de Arte Negra (FAN) em BH!

Serão mais de 100 atrações como aulas, debates, oficinas e muita cultura

Belo Horizonte

,
Festival é organizado em Belo Horizonte desde 1995, e nasceu como parte das celebrações do tricentenário do herói Zumbi dos Palmares / Divulgação PBH

Novembro é o mês da Consciência Negra e é o mês do FAN, o Festival de Arte Negra de Belo Horizonte. Em sua décima edição, o projeto oferece uma semana de programação gratuita em mais de 20 espaços da capital, sob o tema TERRITÓRIO CULTURA.

É do dia 18 a 24 de novembro com aulas, debates e oficinas sobre cinema, educação antirracista, música, artes visuais, empreendedorismo, agroecologia e mais, além de um seminário sobre os "Jardins do Sagrado", que discutirá as filosofias das religiões de matriz africana e indígena, muitas vezes deturpadas pelo olhar das religiões europeias.

Bnegão em BH

O primeiro show confirmado é do rapper Bnegão, que faz o show “Bnegão canta Dorival Caymmi”. Acompanhado pelo violonista Bernardo Bisisio, a promessa é uma releitura particular do clássico da MPB, com músicas como “O Mar”, “A Lenda do Abaeté”, “É Doce Morrer no Mar”, “Noite de Temporal”, “O Vento” e “Promessa de Pescador”. Bnegão é uma das 100 atrações do FAN.

O Festival é organizado em Belo Horizonte desde 1995, e nasceu como parte das celebrações do tricentenário do herói negro Zumbi dos Palmares, e é realizado pela Prefeitura de BH.

Neste ano, o FAN relembra e homenageia Maria Beatriz Nascimento (1942 – 1995), uma historiadora, artista, professora e ativista pelos direitos de negros e mulheres. “A partir dos pensamentos dessa nordestina, nascida em Sergipe, entrelaçados aos movimentos deste tempo, o festival dá continuidade à sua história”, diz site do festival.

Para ver a programação completa e se inscrever, acesse: www.fan.pbh.gov.br

Edição: Elis Almeida