Releitura

Peça traz “Manual do Guerrilheiro Urbano”, de Marighella, para os dias de hoje

Atores preparam espetáculo baseado no livro de Carlos Marighella, e em personalidades como Frida Kahlo e Joana D’Arc

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,

Ouça a matéria:

Peça traz à tona também as lutas dos formandos / Divulgação

Estudantes do Curso Técnico de Teatro do Centro de Formação Artística e Tecnológica (Cefart) do Palácio das Artes, em Belo Horizonte, escolheram terminar seu curso com a montagem de uma peça baseada em obra de Carlos Marighella. O livro “Manual do Guerrilheiro Urbano” se transformou no “Manual dx Guerrilheirx Urbanx”, título da peça, e relaciona causas e lutas relacionadas a mulheres, homossexualidade, negritude e pela permanência do próprio Cefart.

O formando Carlos Lauro explica que a ideia surgiu da diretora da peça, Marina Viana, e foi abraçada pelos estudantes já que, em 2016, eles também viveram uma espécie de “guerrilha” contra a falta de profissionais e de estrutura para as aulas. “A minha turma tem um lugar político que sempre esteve muito presente. O teatro é político é a nossa arma, a arte é política, e o Manual surgiu como uma proposta desafiadora e que instigou a todxs”, conta.

Ao palco sobem 13 atores interpretando personagens como Maria Bonita, Lampião, Dandara, Frida Kahlo e Joana D’Arc, em diálogos que buscam encontrar novas armas para a luta contra a opressão vivida pelos próprios atores nos dias atuais. “Na minha turma existem dezenas de causas e lutas que ganharam foco e voz dentro do espetáculo, e, claro, trazendo à tona Carlos Marighella e sua obra”, explica Carlos Lauro.

O Manual

O líder comunista Carlos Marighella escreveu seu último livro, “Manual do Guerrilheiro Urbano”, em 1969, mesmo ano em que foi assassinado pelo governo militar brasileiro. Marighella liderou movimentos contra a ditadura à época do Estado Novo (1930 a 1945) e durante a ditadura militar. À época de sua morte, liderava uma guerrilha através da Ação Libertadora Nacional (ALN) e vivia como clandestino. Ele foi considerado “o inimigo nº 1 da ditadura”. O Manual traz as medidas práticas que um guerrilheiro urbano deveria tomar.

"Revolução no Brasil tem um nome

40 anos depois, o Racionais MCs produziu a música “Mil faces de um homem leal” com frases reais de Marighella e contando a história do comunista, baiano e capoeirista. A biografia “Marighella – guerrilheiro que incendiou o mundo” do escritor Mário Magalhães, também foi publicada em 2013. 

A peça

“Manual dx Guerrilheirx Urbanx” está em cartaz de 1º a 17 de dezembro no Teatro João Ceschiatti (Avenida Afonso Pena, 1537) com entrada gratuita. De quinta a sábado às 20h, e domingo às 19h. Classificação indicativa 16 anos.

Edição: Joana Tavares