COMUNICAÇÃO

Midiativistas e blogueiros se reúnem contra o golpe

Programação de encontro nacional envolveu debates sobre mídia e conjuntura do Brasil

Belo Horizonte

,
Evento ocorreu em Belo Horizonte e contou com a participação de 400 pessoas / Divulgação

A quinta edição do Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais reuniu, entre os dias 21 e 22 de maio, cerca de 400 midiativistas em Belo Horizonte. Com o tema “Menos Ódio, Mais Democracia”, os participantes debateram conjuntura, liberdade de expressão, mídia e democratização da comunicação.

Mídias e golpe

Na avaliação do jornalista Paulo Moreira Leite, presente no encontro, o processo de impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff não está consolidado, o que exige uma grande mobilização contra Michel Temer. “A concepção de Brasil dos golpistas erra ao ignorar as transformações pelas quais passou o país nos últimos 13 anos. Os superexplorados, as domésticas, não aceitam mais ser tratados como antes”, analisou.

Também presente no encontro, Laura Capriglione, dos Jornalistas Livres, destacou a necessidade de disputar as narrativas dos fatos com os veículos tradicionais, como forma de dialogar com mais setores da sociedade. Para ela, os processos de denúncia do golpismo e da ilegitimidade do governo interino têm nas mídias alternativas e nos coletivos de comunicação uma saída.

"A grande mídia faz um esforço gigantesco para invisibilizar ou desqualificar nossa ampla e massiva resistência, mas somos os loucos que produzem contrainformação e compartilhamos tudo o que é produzido por nossos amigos", afirmou a jornalista. "Nosso desafio é o da credibilidade. Quanto mais credibilidade tivermos, mais imprescindíveis seremos", complementou.

Presidenta presente

A abertura do evento, na sexta (20), contou com a presença da presidenta eleita Dilma Rousseff. Em sua saudação, Dilma criticou o caráter golpista do impeachment e declarou seu apoio aos movimentos populares. “Esse processo é uma eleição indireta. Eles sabiam que não chegariam à presidência sem isso”, declarou a presidenta. “Não vou ficar quieta, silenciosa. Conheço o governo, o que fiz e o que Lula fez. Vou acompanhar tudo com lupa. Vou ser a zeladora das conquistas, direitos e da democracia”, completou.

No mesmo dia, cerca de 50 mil pessoas participaram do ato “Fora Temer” no centro da capital. No percurso, os manifestantes recepcionaram Dilma com palavras de ordem que criticaram o governo interino de Temer.

*Com informações do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé