DIÁLOGO

Ciclo de Debates é encerrado com o tema “Sistema Político e Constituinte”

Promovido pelo Brasil de Fato MG, o evento contou com a presença de 200 pessoas em quatro atividades

Belo Horizonte

,
Temas como golpe, sub-representações e democratização da comunicação foram abordados nas mesas / Larissa Costa

Promovido pelo jornal Brasil de Fato MG, o Ciclo de Debates “Sistema Político, Democracia e Comunicação no Brasil” foi encerrado, nessa terça (29), com o assunto “Sistema Político e Constituinte”. A atividade contou com a presença de Beatriz Cerqueira, presidenta da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT-MG), e de Ricardo Gebrim, da direção nacional da Consulta Popular. O evento aconteceu em Belo Horizonte, no Sindicato dos Bancários.

Com a participação total de cerca de 200 pessoas, foram realizadas quatro mesas, uma a cada semana de novembro. Entre os palestrantes, estavam personalidades políticas, professores, estudiosos e sindicalistas. As palestras abordaram questões sobre o golpe no Brasil, sobre a sub-representações de mulheres, negros e negras, indígenas e juventude nas instituições da política e sobre a democratização da comunicação.

“Entendemos que o jornal tem o compromisso de contribuir com a reflexão sobre temas importantes para a sociedade e o Ciclo atua nesse sentido”, destaca Frederico Santana, um dos idealizadores do evento. Essa é a quarta vez que o Brasil de Fato MG organiza o Ciclo de Debates.

Encerramento

Ricardo Gebrim, em sua fala, apontou que é necessário construir caminhos para mudar o Sistema Político brasileiro, uma vez que ele é uma herança da ditadura militar, incompatível com o pleno exercício da democracia.

Em sua opinião, é necessário acumular forças políticas até que seja favorável a convocação de uma Constituinte Exclusiva. “Falamos em ‘exclusiva’ porque não queremos que seja igual à 1986, em que os constituintes eram os deputados e senadores que foram eleitos para o Congresso Nacional. Com a Constituição de 1988, tivemos muitos avanços nos direitos sociais, mas pouco ou quase nada no Sistema Político”, explicou Gebrim.

Beatriz Cerqueira apontou que a esquerda brasileira abandonou, nas últimas décadas, a bandeira da mudança do Sistema Político. “ Vimos mandatos de esquerda serem financiados por grandes mineradores, montadoras e empresas. Ficamos acomodados”, critica.

“A Constituinte foi o tema escolhido para fechar o Ciclo de Debates. E isso teve um propósito, pois, quando debatemos o Sistema Político, temos que apontar saídas para superar os limites e problemas”, afirmou Joana Tavares, editora do Brasil de Fato MG.