Jornal

Jornal Brasil de Fato Paraná completa dois anos de circulação gratuita

Leitores e apoiadores do jornal fazem parte da rede de distribuição do periódico

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,

Ouça a matéria:

A tiragem atual é de 20 mil exemplares por semana, distribuídos gratuitamente na capital e outros 25 municípios do interior do estado / Gibran Mendes

No dia 4 de janeiro de 2016, chegava às ruas do Paraná a primeira edição impressa do jornal Brasil de Fato. Ao longo destes dois anos, toda quinta-feira, informações de interesse da população e com o olhar dos movimentos sociais e populares chegam às mãos dos paranaenses. A tiragem atual é de 20 mil exemplares, distribuídos gratuitamente na capital e outros 25 municípios do interior.

O projeto nacional do Brasil de Fato foi lançando há 15 anos, em janeiro de 2013, durante o Fórum Social Mundial. O jornalista Pedro Carrano participa da equipe paranaense desde 2006, quando a publicação ainda era nacional. “Foi uma experiência muito rica fazer pautas nacionais e até latino-americanas, mas também sempre atento às lutas locais e próximo aos movimentos sociais”, lembra. 

Ele também acompanhou a transição para as publicações estaduais, em 2013. “Com a experiência dos jornais regionais demos um salto para realmente ser uma publicação com perspectiva popular, chegando nas mãos do povo”, avalia. Hoje, além do Paraná, outros três estados têm publicações impressas do jornal – Minas Gerais, Pernambuco e Rio de Janeiro.

A equipe do Brasil de Fato Paraná também produz de conteúdos voltado para rádios comunitárias e outras emissoras pela Radioagência Brasil de Fato. As notícias do estado vão para o site nacional da Rede e são distribuídas pelas redes sociais Facebook e WhatsApp, via lista de transmissão.

Pelas mãos dos leitores e apoiadores

Além da equipe de distribuidores organizada pelo próprio jornal, o impresso se espalha pelas mãos de leitores e apoiadores. Nas quintas-feiras pela manhã, Luzia Nunes e o marido Leonel buscam cerca de 900 exemplares do Brasil de Fato Paraná e separam em pilhas de 50 ou cem jornais para distribuir em mercados e escolas da rede pública da região Sul de Curitiba.

“Já aconteceu de chegarmos com os jornais e ter pessoas esperando para ler, pessoas que nós não conhecíamos. Fiquei bem emocionada”, conta a educadora popular. Além de distribuir o Brasil de Fato pela região Sul de Curitiba, Luzia também leva o jornal para debater as notícias nos grupos de formação dos quais participa.

Marco Godinho é integrante da direção do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Petroquímica do Paraná (Sindiquímica) e também é um leitor do Brasil de Fato que ajuda a levar o jornal até outras pessoas. Ele carrega os exemplares para a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen), onde trabalha. Marco integra um dos grupos de turno ininterrupto, ou seja, os grupos se revezam e permitem que a empresa funcione constantemente, inclusive de madrugada. Os grupos devem estar atentos para resolver problemas na produção, mas costumam a ficar em um escritório próximo quando as atividades estão normais.

“Não é um trabalho muito contínuo, mas exige de vez em quando bastante atenção”, explica. É nesse escritório que ficam alguns exemplares do Brasil de Fato. “O pessoal vai lendo no intervalo do trabalho e comentando as notícias”, conta.

Foto: Arquivo FETEC

A Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (FETEC) também é responsável por levar o jornal à população de Curitiba. Nas esquinas das ruas XV de Novembro e Monsenhor Celso, no Centro, uma barraca fixa é ponto de distribuição de cerca de 2 mil exemplares toda semana. 

Fique por dentro

Para fazer parte da lista de transmissão do whatsApp e receber notícias do Brasil de Fato Paraná, mande seu nome a cidade onde mora para o número: 41 98812-1895. 

Clique aqui para acessar o Facebook do Brasil de Fato

Edição: Ednubia Ghisi e Franciele Petry Schramm