Eleições 2018

"Não vão prender a esperança", diz Lula em lançamento de pré-candidatura em BH

Capital mineira foi a primeira cidade a ter um lançamento estadual da pré-candidatura do petista à presidência

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Auditório da Expominas recebeu aproximadamente 2 mil pessoas para o lançamento de pré-candidatura de Lula em BH / Mídia Ninja

“Prendam minha carne. Minhas ideias continuarão soltas”, disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta quarta-feira (21). "Estou candidato", reiterou o petista sob aplausos em Belo Horizonte (MG), para um público de duas mil pessoas.

A capital mineira foi escolhida como a primeira cidade a receber um lançamento estadual da pré-candidatura da campanha de Lula à presidência da República.

O petista iniciou sua fala no auditório da Expominas, espaço onde ocorreu o evento, agradecendo a agenda que teve no estado de Minas Gerais nesta quarta-feira.

"Hoje é um dia muito especial. Não é sempre que a gente consegue reunir tanta gente pra discutir uma pré-candidatura. Tive uma experiência maravilhosa no acampamento do MST [Movimento dos Trabalhadores Sem Terra] e depois tive a satisfação de visitar os hansenianos de Betim."

Pela manhã, Lula visitou o Acampamento Maria da Conceição no município de Itatiaiuçu. À tarde, o ex-presidente reencontrou um grupo de hansenianos de uma antiga colônia. Em 2007, Lula assinou a lei que concedeu pensão aos afetados pela doença e pelo antigo isolamento compulsório. 

No ato de lançamento de sua candidatura às eleições presidenciais, ele criticou o Ministério Público e o Judiciário, além de setores da imprensa por apoiarem o impeachment da presidenta deposta Dilma Rousseff. "Depois de oito anos terminei o mandato como o presidente mais popular da história da democracia. Saí pela porta da frente e consegui eleger uma mulher que passou três anos na cadeia vítima da ditadura nesse país."

A presidenta nacional do PT Gleisi Hoffmann reiterou, mais uma vez, a candidatura de Lula pela sigla.  Já o governador Fernando Pimentel (PT) criticou o Judiciário, com relação à sentença que condena Lula na Operação Lava Jato, por supostamente ter recebido um apartamento triplex da empreiteira OAS em troca de contratos da Petrobras. 

"Nós queremos votar no Lula porque a agenda que ele representa é a agenda legítima do povo brasileiro", disse Pimentel.

O evento em BH também marcou os 38 anos do lançamento do Manifesto de Fundação do Partido dos Trabalhadores, em 22 de fevereiro de 1980.

"O problema não é o Lula, são os milhões de Lulas", disse o ex-presidente. "Eu não sou eu, eu sou a encarnação de um pedacinho de célula de cada um de vocês", finalizou, se dirigindo aos mais de 2 mil militantes que acompanhavam o evento. 

Confira a fala de Lula na íntegra:

Fotos: Mídia Ninja

Edição: Juca Guimarães