Análise

"Teremos grandes atos por todo país nos próximos dias", diz Ricardo Gebrim

Em entrevista à Rádio Brasil de Fato, dirigente da Consulta Popular questiona atuação do judiciário no caso Lula

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Para Ricardo Gebrim, prisão do ex-presidente Lula segue o roteiro do golpe iniciado em 2016 / Sindicato dos Qúimicos/SP

"O golpe tem programa, tem interesses, e tem um roteiro que fica cada vez mais claro e nítido. O golpe precisa se mover para ganhar as eleições de 2018". Essa é a opinião do advogado Ricardo Gebrim, membro da Consulta Popular, durante entrevista à Rádio Brasil de Fato.

Na tarde desta quinta-feira (5), o juiz Sergio Moro determinou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem até às 17h desta sexta-feira (6) para se entregar à Polícia Federal, em Curitiba (PR). 

A decisão aconteceu minutos depois do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) encaminhar ofício ao juiz autorizando o cumprimento da pena.

"É muito provável que essa antecipação do juiz Sérgio Moro tem a ver com a simbologia existente na prisão do ex-presidente Lula", comenta Gebrim.

Para o advogado, um novo habeas corpus deve ser apresentado pela defesa nos próximos dias. "Seguido o rito em outras instâncias, esse pedido deve chegar ao relator da Lava Jato no Supremo, Edson Fachin, que vai apreciá-lo. Se ele for colocado na turma no ministro Fachin, o entendimento majoritário é pela concessão do habeas corpus".

 

Edição: Juca Guimarães