Balanço

Mobilização nacional e internacional marca Dia do trabalhador 

A presidenta da CUT destaca que a classe trabalhadora é internacional 

Brasil de Fato | São Paulo

,

Ouça a matéria:

Vice-presidenta da CUT, Carmen Foro. / CUT

Em entrevista à rádio Brasil de Fato, a vice-presidenta da CUT, a Central Única dos Trabalhadores, Carmen Foro, faz um balanço sobre as mobilizações do 1° de Maio em todo o país. 

Foro conta que os atos denunciaram os ataques à democracia, o desmonte dos direitos dos trabalhadores e a prisão política do ex-presidente Luiz Inácio lula da Silva. “Há uma mobilização internacional muito viva em defesa de Lula”, conta. 

Para a vice-presidenta da CUT os ataques que o Brasil vem sofrendo em relação às reformas, principalmente a trabalhista e a previdenciária, também estão acontecendo em outros lugares do mundo. 

“Essa é uma estratégia do capital de acumulação nesse período. Essas reformas vêm justamente no sentido de garantir mais lucro”, avalia. 

A sindicalista aponta a mobilização e a articulação política nacional e internacional dos trabalhadores como forma de enfrentar este momento de tentativa de retirada de direitos. “ É preciso que a classe trabalhadora esteja unida para enfrentar esse novo ciclo de acúmulo do capital”, conclui. 

Ouça a entrevista!

Edição: Katarine Flor