Continuidade

Atual presidente, Erdogan vence eleições presidenciais da Turquia

Após 15 anos entre chefia de governo e de Estado, mandatário é reeleito no primeiro turno com mais de 50% dos votos

Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoganm, está há 15 anos no poder / Flickr/AMISOM Public Information

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, venceu as eleições presidenciais deste domingo (24) no primeiro turno, com 52,5% dos votos, e mantém sua maioria no Parlamento. Ele ficará mais cinco anos no poder.

"Eu espero que ninguém tente danificar a democracia jogando sombras sobre o resultado da votação para esconder o próprio fracasso", declarou o presidente em pronunciamento, já prevendo denúncias de fraudes. "Os resultados são claros, a nação nos deu a responsabilidade da Presidência", acrescentou.

O principal oposicionista, o social-democrata Muharrem Ince, candidato do Partido Republicano do Povo (CHP), aceitou a vitória de Erdogan em declarações à emissora turca Fox TV. "Claro não era uma competição justa, mas aceito que Erdogan ganhou", disse o segundo colado na disputa presidencial, que obteve 30,7% dos votos.

As eleições foram antecipadas por Erdogan em quase um ano e meio e marcam a introdução do regime presidencialista no país, após o referendo de 2017. Com isso, a figura do presidente passa a ter mais poder em suas mãos do que o Parlamento. O Partido do Movimento Nacionalista (MHP), com que forma aliança, obteve 11%. 

Erdogan justificou a antecipação com o argumento de que precisa tomar decisões urgentes sobre a guerra contra os curdos no norte da Síria e para conter as instabilidades econômicas que cercam a Turquia. 

*Com informações da Ansa.

Edição: Opera Mundi