Navegação

Campanha no Pará tenta prevenir acidentes por escalpelamento

A iniciativa se estende durante todo o mês de julho, em 21 municípios prioritários

Brasília

,

Ouça a matéria:

Ilha de Marajó (PA) / EBC

Com o início da temporada de férias, a Secretaria de Saúde Pública do Pará e a Comissão Estadual de Enfrentamento dos Acidentes com Escalpelamento lançaram a Campanha de Verão, com o tema “Nenhum barco sem proteção do eixo do motor”.

A iniciativa se estende durante todo o mês de julho, em 21 municípios prioritários, dentre eles Curralinho e Muaná, na Ilha do Marajó, onde ocorreram os dois acidentes deste ano.

Como parte da campanha, entre os dias 16 e 22 de julho, a Coordenação Estadual de Mobilização Social vai visitar os municípios de Oriximiná, Juruti e Terra Santa, no oeste do Pará.

Também está na agenda uma ação de cobertura de eixo de embarcação nos municípios de Curralinho, São Sebastião da Boa Vista e Oeiras do Pará.

Em Belém ocorreu uma ação educativa com orientação, distribuição de cartazes aos donos de barcos e folders e gibis educativos à população.

O acidente que causa escalpelamento acontece quando os cabelos de um passageiro ou passageira se prendem ao eixo do motor e a força arranca violentamente o couro cabeludo e algumas áreas do rosto, deixando cicatrizes e deformações para o resto da vida.

Além de muito dolorido, o tratamento normalmente se estende por anos, causando traumas e sofrimentos para as vítimas e seus familiares.

Edição: Radioagência Nacional