Momento histórico

Senado da Argentina vota a legalização do aborto; assista ao vivo

Enquanto parlamentares debatem a lei de Interrupção Voluntária da Gravidez, milhares se mobilizam ao redor do Congresso

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Os lenços verdes ("pañuelos verdes, em espanhol) são o símbolo das defensoras da legalização do aborto na Argentina / Notas Periodismo Popular

O Senado da Argentina inicia nesta quarta-feira (8) pela manhã uma votação histórica: a legalização do aborto no país. O projeto de lei de Interrupção Voluntária da Gravidez (Interrupción Voluntaria del Embarazo, IVE, em espanhol) é uma construção de anos do movimento feminista no país, apresentado pela Campanha Nacional pelo Direito ao Aborto Legal, Gratuito e Seguro, que contou com a articulação de centenas de organizações. 

Aprovado na Câmara dos Deputados no último 14 de junho, o projeto tem a previsão de ter uma votação acirrada no Senado, com estimativa desta quarta-feira da maioria dos 72 senadores pelo "não", por 38 a 31 – ainda que parlamentares possam mudar seu voto, como ocorrido na Câmara. Está prevista uma longa sessão no interior do Senado; como estimativa, a votação entre os deputados durou cerca de 22 horas.

Do lado de fora, uma mobilização histórica da chamada "maré verde", como ficou conhecida a mobilização de movimentos populares e feministas a favor da legalização do aborto, está programada. Já o setor antilegalização, integrado por grupos conservadores da Igreja Católica e Evangélica, realizou forte pressão prévia sobre os legisladores e também convocou mobilizações ao redor do Parlamento.

Acompanhe a transmissão da TV Senado da Argentina:





 

Edição: Vivian Fernandes