"BolsoDoria"

Virada à paulista: França acelera e ultrapassa Doria no Datafolha

Instituto divulgou pesquisa de intenção de votos em SP, MG, RJ e DF

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
O candidato a governador de São Paulo, João Doria / Foto: Marcos Corrêa/PR

O Instituto Datafolha divulgou, neste sábado (27), pesquisas de intenção de voto para governador dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além do Distrito Federal. O levantamento aponta para forte queda dos candidatos que apoiam e são apoiados pelo presidenciável Jair Bolsonario (PSL), inclusive com uma virada: em São Paulo, Márcio França (PSB) pontuou acima de João Doria (PSDB), que liderou as pesquisas de intenção de voto durante toda a corrida eleitoral.

Hoje, o candidato do PSB tem 51% das intenções de voto, contra 49% de Doria –França tinha 48% dos votos válidos na pesquisa divulgada quinta-feira (25), contra 52% do tucano e, na pesquisa divulgada na semana anterior, o governador em exercício acumulava 47%, enquanto o ex-prefeito de São Paulo somava 53%.

A queda de João Doria nas pesquisas ocorre após um segundo turno em que o candidato tentou colar sua imagem à de Bolsonaro, incentivando, em seu programa eleitoral, o voto "BolsoDoria". Outros aliados do candidato militar também caíram nas pesquisas eleitorais.

No Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) permanece na liderança, com 53% das intenções de votos válidos, contra 47% de Eduardo Paes (DEM). A diferença entre os dois, no entanto, caiu radicalmente: há nove dias, 22 pontos percentuais separavam os candidatos; agora, são apenas seis.

Em Minas Gerais e no Distrito Federal, os favoritismos foram confirmados. No estado sudestino, Romeu Zema (Novo) segue com 70% das intenções de voto, contra 30% de Antonia Anastasia (30%); na capital federal, os índices são os mesmos: Ibaneis Rocha (MDB) também acumula 70% das intenções de voto, contra 30% de Rodrigo Rollemberg (PSB).

 

Edição: Diego Sartorato