ESPORTE

Artigo | Na Final!

Semana de emoções para os amantes do Futebol

Brasil de Fato | João Pessoa (PB)

,
Jogos de futebol com muita emoção marcaram a semana. / Reprodução

Essa foi uma grande semana para os amantes do futebol. Na terça-feira, o Liverpool de Jurgen Klopp conseguiu uma virada histórica em cima do poderoso Barcelona. Entrando em campo com a obrigação de ao menos fazer três gols e não levar nenhum, os ‘reds’ fizeram mais, meteram quatro na equipe catalã e chegaram a final da Liga dos campeões. O feito ganha ainda mais proporção quando se leva em consideração que a equipe entrou em campo sem dois de seus principais jogadores. O egípcio Salah e o nordestino Firmino. Um alento para o treinador que é uma das vozes mais lúcidas também fora do campo. Além de já ter criticado o Trump, em entrevista já disse que “Se há algo que jamais farei em toda minha vida é votar na direita”.

Na quarta-feira, um outro presente dos deuses do futebol. O encontro entre Ajax e Tottenham foi ainda mais maravilhoso. O time inglês foi para o vestiário precisando de três gols para se classificar. E foi o que fizeram. No último minuto dos acréscimos o milagre veio na forma de um gol rasteiro, lento, dramático. Os spurs levaram sua vaga para a final com muito coração. O time de Pochettino, que já disse ter maratonado House of Cards “Aprendo muito com a série. Recomendo. Aprendo muito. Acho que representa muito bem quem somos”.

Brasil

No Brasil em meio a péssimos jogos de times no eixo sul-sudeste, um alento. As semifinais da Copa do Nordeste não foram apenas emocionantes, foram uma ilha de bom futebol praticado em nosso país. Claro aqui que o nível de comparação não é com o milionário futebol europeu. Mas em comparação mesmo com o rico futebol nacional, nada fez por desejar as equipes da região que não teria eleito Bolsonaro.

No estado Castelão mais de trinta mil pessoas viram o Fortaleza pressionar o Santa Cruz a maior parte do tempo. Quando a partida parecia se encaminhar para as penalidades, uma belíssima jogada com muita troca de passes acabou nos pés de Romarinho que com tranquilidade ajeitou a bola para a perna esquerda já dentro da área e fez o gol que fez explodir a arquibancada. O tricolor do Pici chega pela primeira vez a final da competição nordestina.

Mas se a bola rolou no Castelão, no Almeidão ela se sentiu em casa. A partida do Botafogo PB contra o Naútico foi simplesmente avassaladora. A quantidade de gols perdidos pela equipe pessoense foi incalculável. Por fim, depois de muito martelar, o gol de abertura do placar veio. Festa para os quase nove mil torcedores do belo que lotaram as arquibancadas. Mas na sequência veio o gol de empate e o cheiro de tragédia tomava conta do estádio. Porém, coube a Juninho aos quarenta e três do segundo tempo, de cabeça, de costas para o gol, marcar aquele que seria o momento que levaria os torcedores botafoguenses a loucura. Não é absurdo dizer que o time de João Pessoa joga o melhor futebol da região. Uma grande final aguarda o nordeste.

Edição: Heloisa de Sousa