Previdência Social

Cidadão pode contribuir com seguro facultativo

Modalidade garante benefícios para quem não tem carteira assinada

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Todos os contribuintes que fazem o recolhimento sobre o salário mínimo podem optar pelo pagamento trimestral. / Antonio Cruz

Quem está desempregado ou não exerce atividade remunerada, como estudantes e donas de casa, tem a opção de contribuir para a Previdência Social e garantir benefícios como auxílio-doença, aposentadoria, salário-maternidade e pensão para dependentes.

O chamado seguro facultativo vale para qualquer pessoa com mais de 16 anos.

Além disso, se você é autônomo ou microempreendedor também pode contribuir com o INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social.

Para se inscrever nessa modalidade facultativa, o segurado pode ligar para o telefone 135. Se você tiver o número do PIS, o Programa de Integração Social, e do Pasep, Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público não precisa fazer a inscrição.

Basta acessar o site da Previdência Social e imprimir a guia de contribuição e anotar o número do documento. As guias também podem ser adquiridas em papelarias. O site do INSS fornece a lista com os códigos de pagamento.  

Edição: Michele Carvalho