Desmonte

Bancários divulgam carta à população em defesa da Caixa

Medidas do governo golpista de Temer podem fechar agências

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Em BH, sindicato dos bancários realizou ato em frente à agência Século, no Centro da capital / Larissa Costa

Uma carta aberta à sociedade contra o desmonte da Caixa Econômica Federal foi entregue nesta quarta (23) em várias cidades do país. A iniciativa foi organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), pela Federação Nacional das Associações de Pessoal da Caixa (Fenae) e Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa).

Na capital mineira, o Sindicato dos Bancários de BH e Região realizou um ato em frente à agência Século, no Centro da cidade. Durante todo o dia, uma banquinha foi montada no local e cópias da carta foram distribuídas à população. 

O texto critica as medidas do governo golpista de Michel Temer que colocam em risco várias agências que podem ser fechadas no próximo período. “É cada vez maior o número de bairros e cidades inteiras que não possuem nenhuma agência bancária. As pessoas precisam se deslocar até municípios vizinhos para encontrar uma agência bancária. Com o fechamento de agências da Caixa esse problema tende a ser ainda maior”, observou Dionísio Reis, coordenador da CEE/Caixa. 

Além disso, a carta critica a redução dos empréstimos para a compra da casa própria e no programa Minha Casa, Minha Vida. “Isso faz com que somente pessoas que tenham uma boa parte do valor do imóvel tenham acesso aos financiamentos. Pessoas que ganham pouco e não têm recursos próprios ficam de fora”, diz o texto.

Resistência

A previsão é que todas as quartas-feiras os empregados da Caixa realizem atos em diferentes agências bancárias, inclusive no interior do estado. “A agenda do golpista Temer visa apenas atender aos interesses do mercado e dos bancos privados, deixando de lado o papel social da Caixa, prejudicando diretamente os empregados e o atendimento à população”, afirmou a presidenta do Sindicato, Eliana Brasil.

Edição: Joana Tavares