Violência no campo

Camponês é encontrado morto em estrada de Santa Isabel do Pará

Militante do Movimento dos Pequenos Agricultores vinha recebendo ameaças

Brasil de Fato | Belém (PA)

,

Ouça a matéria:

Katison de Souza foi visto pela última vez indo para a casa do pai na comunidade onde mora / Foto: MPA

Militante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Katison de Souza, de 39 anos, foi encontrado morto em uma estrada dentro da comunidade 13 de Agosto, onde mora com a família, no município de Santa Isabel do Pará, na região metropolitana de Belém (PA).

Segundo Mateus Pinheiro, de 21 anos, também integrante do MPA, Katison estava indo para a casa do pai, na mesma comunidade, antes de ser encontrado morto.

O camponês Augusto Nascimento, morador da 13 de Agosto e integrante do MPA, afirmou ao Brasil de Fato que a Polícia Civil já está apurando o caso. Ele conta que Katison vinha recebendo ameaças de morte por conta da disputa pela terra na região.

Segundo Nascimento, 27 famílias vivem na comunidade e há cerca de cinco anos ocupam uma área conhecida como Fazenda da Granja Kitagawa. Nascimento conta que a terra não tem produção, estava abandona e servia apenas para ser espaço para violência e esconderijo para assaltantes.

Nesta segunda-feira (4), a Comissão Pastoral da Terra (CPT) lançou a 33ª edição do relatório anual Conflitos no Campo Brasil e, de acordo com o balanço de assassinatos políticos no campo, foram registradas 71 mortes em 2017, 31 delas em situação de massacre. Entre as chacinas, cinco foram decorrentes de conflitos por terra, água ou trabalho no campo.

A reportagem do Brasil de Fato entrou em contato com a delegacia da polícia civil em Santa Isabel do Pará, mas o delegado de plantão não pôde comentar o caso porque disse não estar a par da situação.

Em nota, o MPA afirma que o “Katison foi mais uma vítima da violência no campo”. Confira a íntegra:

Nota

O Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) vem expressar sua indignação com assassinato do companheiro Katison de Souza, militante do Movimento no Estado do Pará.

Katison foi mais uma vítima da violência no campo uma pratica frequente dos “Senhores” que se apropriam das terras e usam como ferramenta para gerar lucro a qualquer custo, mesmo que para isto, tenha que tirar vidas para manter sua estratégia de lucro.

Katison pelo contrário lutava pela terra afim de trazer segurança para seus quatros filhos e companheira, assim como na busca da dignidade dos excluído desta sociedade que lutam pela terra para produzir o pão sagrado de cada dia, para alimentar a esperança daqueles e aquelas que tiram seu sustento.

Queremos justiça e punição aos assassinos e seus mandatários.

Nos roubaram sua presença física companheiro, mas segues vivo em nossos sonhos e lutas Katison. Segues vivo em cada sem-terra, em cada camponês que fazem de suas necessidades a luta legitima por um simples pedaço de chão.

Expressamos nossa solidariedade aos amigos e familiares, e ecoamos o nosso grito por justiça.

A violência e a arma dos ignorantes e dos opressores. Camaradas do Pará e familiares muita fora e solidariedade.

Por nossos mártires, nenhum minuto de silêncio por toda uma vida de luta!

Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA

02 de junho de 2018

Edição: Diego Sartorato