Fake news

João Pedro Stedile é alvo de mais uma notícia falsa

Dirigente do MST foi acusado, indevidamente, de “usar uma sala VIP" enquanto sem-terra marchavam no Planalto Central

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Stedile esclareceu não ser a pessoa identificada na foto e classificou a matéria como "ofensiva e mentirosa" / Foto: Guilherme Santos/Sul21

João Pedro Stedile, da direção nacional do MST, foi alvo de mais uma notícia falsa. Nesta terça-feira (14), o site Diário do Poder, editado pelo jornalista Cláudio Humberto, acusou o dirigente de “usar uma sala VIP enquanto sem-terra enfrentam sol e umidade desértica”.

O repórter André Britto, que assina a matéria, associou, indevidamente, a foto de um senhor com boné do MST, em uma sala não identificada, à figura de Stedile.

A suposta denúncia ocorre durante a Marcha Nacional Lula Livre, que começou na última sexta-feira (10), com mais de 5 mil camponeses marchando rumo à Brasília, para registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta quarta-feira (15), no Tribunal Superior Eleitora (TSE).

Em nota, o dirigente sem-terra esclareceu não ser a pessoa identificada na foto e classificou a matéria como "ofensiva e mentirosa". "Repudiamos o conteúdo sensacionalista da matéria e a utilização de notícias falsas como expediente para enganar e desinformar os leitores e a sociedade", denunciou. 

O Brasil de Fato entrou em contato com o Diário do Poder para que pudesse se pronunciar sobre o ocorrido, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem.

:: Acompanhe a cobertura especial das manifestações em defesa da candidatura de Lula

Nesta quarta-feira (15), o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será registrado como um dos concorrentes à Presidência da República nas eleições de outubro. O protocolo do registro será acompanhado por diversas atividades em várias partes do país. A principal dela acontece na própria capital federal, em que são esperadas mais de 30 mil pessoas no ato em frente à sede da TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que deve começar às 14h.

Os cerca de 5 mil camponeses do MST e Via Campesina, que caminharam 50 km desde o dia 10 na Marcha Nacional Lula Livre, já chegaram ontem a Brasília para se somarem à mobilização. O Brasil de Fato acompanhará toda movimentação do dia de hoje e também conversará com especialistas para entender o atual cenário político das eleições de 2018.

É possível acompanhar a transmissão na Rádio Brasil de Fato e Rádio Brasil em Movimento através dos sites http://mst.org.br ou http://brasildefato.com.br; e por meio do aplicativo: https://goo.gl/Xv1vZQ.

Edição: Thalles Gomes