CIDADE

Atingidos por chuva em São Paulo devem receber FGTS antecipado do governo

Governo e ministério de Desenvolvimento Regional afirmam que vão liberar o FGTS e conceder desconto na conta de água

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Com o registro de treze mortes devido à fortes chuvas, diário oficial declara estado de emergência nas regiões metropolitanas / Tânia Rêgo/Agência Brasil

Após reunião com Gustavo Canuto, Ministro de Desenvolvimento Regional, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quinta-feira (14), que os moradores fortemente atingidos pelas chuvas vão poder sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) antecipado.

A Defesa Civil de cada município afetado deve preencher um cadastro federal junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional, informando os endereços afetados pelas enchentes. O Ministro informou, que quem se sentir prejudicado pelas fortes chuvas, pode pedir a antecipação do FGTS. Para isso, é preciso solicitar à Defesa Civil um documento que prove residência fixa nas áreas atingidas e procurar a Caixa Econômica para fazer o saque.

Uma medida publicada pelo Diário Oficial reconheceu a situação de emergência nos municípios da região metropolitana de São Paulo, que registrou 13 mortes em decorrência das fortes chuvas, que aconteceram na madrugada do dia 11 de março.

O governador anunciou também que a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), dará um desconto na conta de água dos moradores comprovadamente afetados pelas enchentes.

Para ter acesso ao benefício, o cliente deve procurar uma agência da Sabesp ou um Poupatempo, com o atestado fornecido pela Defesa Civil do município e uma conta de água. Assim, na próxima fatura será cobrada uma média dos seis meses anteriores.

O Governo Federal também se comprometeu a dar prioridade aos moradores de áreas de risco no programa Minha Casa, Minha Vida, e priorizar a análise da lista de demandas dos municípios do Consórcio Intermunicipal Grande ABC no PAC Encostas.

Segundo o ministro Gustavo, os municípios apresentaram suas necessidades e essas obras serão, alegadamente, prioridade dentro do ministério.

Edição: Michele Carvalho