Luta popular

Só nos resta resistir

Nada de novo acontecerá se não for realmente através de pressão das forças populares

Rio de Janeiro

,

A quem interessa esse caos que foi criado após a derrota de Aécio Neves nas últimas eleições? Que setores estão interessados na perda de direitos conquistados pelos trabalhadores nos últimos anos? 

Como e por quem o povo vem sendo informado? É importante que façamos essas perguntas antes de tomarmos qualquer posicionamento contra ou a favor do processo de impeachment. 

Se não formos capazes de responder de forma clara tais questões, há um grande risco de estarmos sendo manipulados e agindo a serviço de interesses que não são os nossos.

É possível ser crítico do governo sem colocar em jogo nosso bem mais precioso, que é nossa democracia. Política nada mais é do que o diálogo entre partes que possuem pensamentos diferentes. Se não há esse canal de troca de ideias, então estamos caminhando para a guerra.

Resistência popular

Com o Congresso Nacional de hoje, será que conseguiremos alguma mudança real? 

A resposta é não. Dilma deve resistir até o seu último recurso e o povo deve pressionar o Congresso para que possamos mudar a pauta do impeachment para a Reforma Política urgente. Nada de novo acontecerá se não for realmente através de pressão das forças populares.

Anote aí: nos 180 dias após o afastamento de Dilma pelo Senado, Temer e sua gangue vão retirar todos os direitos possíveis do trabalhador. Vão mexer no salário mínimo, na previdência, na saúde, na educação e, quando o povo se der conta de tudo isso, será tarde demais.

Ou inviabilizamos o “governo Temer” ou teremos um grande retrocesso com a "ponte para o passado", que o PMDB, junto com o PSDB, vai implementar nos próximos meses. 

Resistência até o fim. 

Tico Santa Cruz é músico, vocalista da banda Detonautas.