Editorial

Temer já mostrou a que veio

Saída virá dizendo ‘não’ para todos os golpistas

Belo Horizonte

,
Para elite brasileira a culpa pelos problemas é do povo / Vitor Teixeira

“Não fale em crise, trabalhe”. O slogan não oficial do governo golpista de Michel Temer foi apresentado já em seu primeiro pronunciamento como presidente interino. A frase traduz de forma muito direta o que pensam os golpistas que tomaram o governo federal. 

Aqueles que passaram o último período insistentemente falando em crise agora pedem que nos esqueçamos dela. Claro, a meta de afastar a presidenta legitimamente eleita e manchar mais uma vez a história da democracia brasileira já foi atingida. Página virada. Agora é hora de trabalharmos, dizem.

A frase, uma verdadeira pérola discursiva, diz muito de como pensa a elite de nosso país. Para ela, a culpa pelos problemas do Brasil sempre foi e sempre será do povo. Se há crise hoje, nós é que escolhemos mal nas últimas quatro eleições. Nós é que trabalhamos pouco, por estarmos acomodados com programas como o Bolsa Família. 

Ao mesmo tempo em que aponta os/as culpados/as, a frase indica o cínico caminho para a superação do momento. Ora, que os/as culpados/as paguem pelos seus erros. É hora de trabalharmos! Como se o povo brasileiro não fosse um povo extremamente trabalhador e dedicado. Como se a jornada de 44 horas semanais já não bastasse. Como se as horas diárias no ônibus ou no metrô lotados já não bastassem. Como se a dupla, ou tripla jornada das mulheres que trabalham e cuidam da casa e da família já não bastassem. Como se o tapa na cara e a humilhação cotidiana que vivem os/as negros/as e os/as pobres em nossas favelas e periferias já não bastassem. Sim, eles querem mais.

Golpe é contra você

Eles querem que nos aposentemos mais tarde. E virão com uma tal Reforma da Previdência para isso. Eles querem que tenhamos menos direitos no trabalho. E chamarão isso cinicamente de “modernização das leis trabalhistas”. Eles querem que as riquezas do Brasil não sejam geridas por nós, já que não temos capacidade para tal. E chamarão isso de “atrair investimentos via privatizações”. Eles insistirão que não podemos garantir saúde e educação para nossa gente. E sem dó farão um “ajuste fiscal”, .

Se você leitor/a até o momento pensa que o golpe é contra o PT, contra a Dilma ou o Lula, por favor, perceba que não. O golpe é contra você. O golpe é contra o povo brasileiro. O golpe é contra o Brasil. 

A crise existe, é internacional, é complexa e trará cada vez mais dificuldades para o país e o mundo. Fingir que ela não existe não ajuda em nada. Tampouco apontar falsas e injustas soluções. A Europa já implantou essas medidas perversas e a crise por lá prossegue. A saída real só virá das mãos e da criatividade do povo brasileiro, se ele assumir o dever de construir um projeto de país soberano, popular e radicalmente democrático.