Lula

Reforma Política com Constituinte Exclusiva e Soberana afirma Lula em PE

O ex-presidente conversou com o BdF PE em visita a Centro de Formação do MST

Caruaru

,
"acho que nós deveríamos assumir uma bandeira de uma Constituinte Exclusiva para a Reforma Política" / Joao Carlos Rodrigues

A Caravana Popular pela Democracia percorreu Pernambuco do Sertão ao Litoral. O ex-presidente Lula participou da passagem da Caravana em Caruaru e Recife na última quarta-feira (13). Lula também participou de manifestação em Petrolina no dia 11, atividade com trabalhadores rurais no dia 12 e na quarta-feira visitou o Centro de Formação Paulo Freire, no Assentamento Normandia, em Caruaru, onde conversou com o Brasil de Fato Pernambuco.

Pernambuco

Eu penso que a minha relação com Pernambuco é a relação de uma pessoa que tem um profundo amor pelo estado em que nasceu. Eu na verdade tenho com Pernambuco um respeito histórico, porque Pernambuco foi entre todos os estados brasileiro um dos estados mais guerreiros, um dos que mais lutou, foi o que primeiro proclamou a independência, então o meu respeito vem dessas lutas do povo pernambucano. Depois eu queria também através de Pernambuco passar uma mensagem pro Nordeste, eu achava que era necessário provar ao Nordeste que o Nordeste não nasceu pra ser a região mais pobre do Brasil, que não nasceu pra ser a região mais miserável, com mais analfabeto, com mais morte de crianças, com mais desnutrição e com menos doutores, com menos pesquisadores. Eu achava que era possível elevar o Nordeste a um padrão de igualdade com qualquer outra parte do país, por isso nós resolvemos investir em tecnologia, investir em Universidade, investir em Escola Técnica, investir, sobretudo no desenvolvimento… sabe, trazendo a Refinaria (Abreu e Lima) pra cá, trazendo a Fiat para cá, trazendo laboratório de remédio pra cá. Para a gente poder provar que o Nordeste só tava atrasado em relação ao restante do país porque a elite brasileira só pensava no Centro Sul do País. Se a gente não cria uma política de incentivo para trazer a Fiat teria ido para São Paulo mais uma vez. Então tudo ia para São Paulo e o Rio de Janeiro porque lá tem mais mercado, tem mão-de-obra mais qualificada e o único jeito de a gente mudar isso é dar igualdade de oportunidade para todos os estados. Foi isso que nós fizemos e aí a minha relação com Pernambuco é muito carinhosa. É levar Universidade para Garanhuns, para Serra Talhada e para tantos outros municípios pernambucanos foi de uma alegria incrível. Inclusive aqui em Caruaru a Universidade já está com cinco mil alunos, isso é uma coisa extraordinária. Eu fico feliz quando eu chego numa manifestação, agora mesmo tinha uma moça mostrando o anel da formatura dela e dizendo graças a você eu virei doutora; tinha um jornalista de uma rádio popular que disse “graças a você eu virei doutor”. Então não tem nada mais prazeroso que as pessoas terem aproveitado somente uma oportunidade, o esforço foi deles, a dedicação foi deles e nós apenas criamos a oportunidade para que eles pudessem chegar lá, então a minha relação com Pernambuco é isso, é tentar mostrar que através de Pernambuco o Nordeste pode se desenvolver, pode reivindicar e a mesma coisa quero fazer com o Norte do país. Esse país só será justo quando todo do país tiver o mesmo investimento, o mesmo patamar de oportunidades das regiões mais desenvolvidas.

Candidatura João Paulo

João Paulo tem um pouco da minha história e na história de João Paulo tem um pouco da minha. Porque eu fui presidente de sindicato, ele foi presidente de sindicato dos metalúrgicos. Ele teve mais experiência que eu porque ele foi vereador, foi deputado estadual, que eu não fui e ele foi prefeito. Eu sei como as pessoas não acreditavam que João Paulo fosse ser um bom prefeito e eu acho que vai demorar muito para o povo de Recife ter um prefeito da qualidade do João Paulo, na verdade, não vai demorar muito porque se ele for candidato agora em 2016 ele vai ganhar as eleições e vai voltar a fazer a boa governança que ele fez no mandato dele.

Reforma Política

Eu penso que a reforma política seria hoje a reforma mais imediata a ser feita no Brasil. Como eu não acredito que esse Congresso vá fazer reforma política, como eu acredito que eles não vão mudar o status quo deles, eu acho que nós deveríamos assumir a bandeira de uma Constituinte Exclusiva para a Reforma Política, para que a gente possa fazer uma reforma política de fato, para que a gente possa moralizar a política no país. Para que a gente possa fazer com que os partidos sejam mais fortes, mais organizados do que hoje. Hoje são, quase todos, legendas de aluguel. Ou seja, tem partido que existe há 35 anos, há 40 e ainda não é um partido que tem diretório definitivo, são todas coisas provisórias para o presidente de Brasília poder intervir, caçar direção. É preciso moralizar a política e moralizá-la vai depender da Reforma Política e a Reforma Política vai ter que sair por uma Constituinte Exclusiva e Soberana, porque senão sairá um remendo qualquer e não vai resolver o nosso problema.