Cuba

Universidade cubana lança aplicativo de celular em homenagem a Fidel Castro

Ferramenta permite que usuários acessem imagens, vídeos, áudios e biografia do líder revolucionário

OperaMundi

,
Segundo reitora da faculdade, aplicativo para celular "Fidel Entre Nós" é homenagem a ex-presidente cubano / Cubadebate

Uma universidade de Cuba desenvolveu um aplicativo de celular para homenagear o ex-presidente e um dos líderes da Revolução Cubana, Fidel Castro, informou uma matéria publicada neste domingo (17) no jornal oficial Granma.

A ferramenta, chamada "Fidel Entre Nosotros" ("Fidel Entre Nós"), foi desenvolvida por professores e estudantes da faculdade de Matemática, Física e Computação da Universidade Central Marta Abreu de Las Villas.

Segundo o professor Lázaro Jesús Pérez Lugo, a ideia de desenvolver o aplicativo surgiu a partir de um concurso realizado durante a Jornada Científica da universidade.

A reitora da instituição, Yanet Rodríguez Sarabia, disse que o aplicativo é “um instrumento de extraordinário valor para conhecer o itinerário de um homem que transcendeu a história, pela profundidade de seu pensamento e os valores éticos e morais que o acompanham durante sua vida fecunda”.

Sarabia afirmou também que o aplicativo é uma “homenagem” do grupo de professores e alunos a Fidel que, em 13 de agosto, completará 90 anos.

O aplicativo, no momento, está disponível apenas para moradores da ilha caribenha.

Segundo o Granma, o aplicativo traz discursos e textos de Fidel, assim como imagens, vídeos, áudios e uma biografia do líder revolucionário.

Há também uma lista de 40 frases ditas pelo líder cubano e “anedotas” que relacionam o ex-presidente de Cuba a figuras de diferentes áreas do país como a dançarina Alicia Alonso, o músico Adalberto Álvarez, a atleta velocista Ana Fidelia Quirot e os companheiros de revolução Camilo Cienfuegos e Ernesto Che Guevara.

Além disso, há uma seção dedicada a personalidades próximas a Fidel, como os ex-presidentes sul-africano Nelson Mandela, o venezuelano Hugo Chávez e o chileno Salvador Allende e o escritor norte-americano Ernest Hemingway.