Jogos Olímpicos

Casas temáticas expõem cultura de países que participam das Olimpíadas

Mais de 30 casas no Rio mostram o que há de melhor em países como Colômbia e Dinamarca

Rio de Janeiro

,
Casa da Dinamarca tem bicicletas que geram energia para recarregar baterias de celulares / Bruna Weber/Divulgação

Enquanto atletas e torcedores do mundo inteiro conhecem o Rio durante as Olimpíadas, quem mora na capital fluminense também pode descobrir um pouco de cada país que participa dos Jogos. Isso porque mais de 30 casas temáticas espalhadas pela cidade mostram a cultura de cada nação, como Colômbia, Dinamarca, Coreia do Sul e Portugal. A entrada é gratuita e a maioria das casas fica aberta durante todo o período olímpico.

A Casa da Colômbia é a única que representa um país da América do Sul, além do Brasil. Localizado na Praça Marechal Âncora, no Centro, o espaço conta com exposições e comidas típicas. 

Para a pedagoga Vânia Mara Carvalho, de 58 anos, visitar a casa foi uma experiência muito interessante. “É bonito porque tem um painel com os pontos turísticos. Nunca fui à Colômbia, mas agora estou cheia de vontade de ir”, diz. 

Já a jovem estudante Louise Tavares, de 23 anos, foi com sua namorada, Clara Sasse, de 18, e se surpreendeu com o setor de exportações. “A parte que mais me chamou atenção é a que mostra o que a Colômbia vende para o mundo: café, comidas, bolsas, artesanatos e porcelana”, conta a moradora de Niterói. 

A Casa ficará aberta até o dia 21 de agosto, entre 10h e 20h, e volta a funcionar de 5 a 18 de setembro.

Respeito à diversidade

Na Casa da Dinamarca, em Ipanema, a construção é surpreendente: o pavilhão foi feito no próprio país e veio para o Rio de navio. O espaço tem atrações como exposições, exibição de vídeos e outras atividades.

Segundo Brunno Galvão, de 35 anos, relações-públicas da Casa, os visitantes podem aprender muito com os dinamarqueses. “A Dinamarca foi o primeiro país a permitir o casamento homossexual. Então, o respeito à diversidade é um princípio importante lá. Além disso, falamos sobre sustentabilidade”, diz ele. Quem visitar a casa poderá, por exemplo, pedalar em uma bicicleta que recarrega celulares ou conhecer o canudo que transforma água poluída em potável. 

A Casa fica no Posto 10, em Ipanema, e pode ser visitada até o dia 21 de agosto, de 11h às 22h.

Centro de culturas

Só no Centro, são sete casas de países diferentes. A Casa da Finlândia fica na Casa França Brasil, na Candelária; a da Coreia do Sul, no Centro de Convenções Sulamérica, na Cidade Nova; a do México, no Museu Histórico Nacional, na Praça Marechal Âncora; e a de Portugal, na Ilha das Cobras. A Casa de Tóquio, que será a próxima sede dos Jogos, fica no Paço Imperial, na Praça XV. E por fim, a Casa Brasil expõe o melhor da nossa cultura no Píer Mauá. 

Para mais informações de casas no Centro, zona sul e zona oeste, é só acessar rio2016.com e clicar na seção “Casas Temáticas”.