DEMOCRATIZAÇÃO

Três anos ao lado do povo

Nesta semana, o tabloide mineiro comemora 148 edições nas ruas

Belo Horizonte

,
Equipe do jornal faz intervenção no centro de BH / Larissa Costa/Brasil de Fato MG

Nas palavras do poeta e revolucionário Carlos Marighella, “em todo o país repercute o tom de uma nota só…”. No Brasil impera um dos mais gritantes monopólios da mídia de todo o mundo. Um grupo controla praticamente toda a “opinião pública” brasileira - as organizações Globo - e, abaixo dela, mais meia dúzia de famílias-empresas. Tal é o grau de atraso do setor. A grande mídia brasileira, que em tecnologia vive no século XXI, em sua lógica se identifica mais com o século XVI e suas capitanias hereditárias.

Democratizar a mídia é a tarefa que dá corpo e sentido à existência do Brasil de Fato. Ser na prática a voz daqueles e daquelas que não são ouvidos/as. 

Nesta semana, o jornal Brasil de Fato MG comemora três anos de circulação. São 148 edições com o compromisso de difundir uma visão popular de Minas, do Brasil e do mundo. Somos um veículo de comunicação que não teme dizer que tem lado, o do povo brasileiro. Existimos porque existe uma gente organizada, que ousa lutar e resistir. Nos identificamos com todo movimento popular, sindicato, associação e artista do povo que acredita que “o Brasil é um sonho que iremos realizar”.

O surgimento deste jornal coincide com o efervescente junho de 2013. Os últimos tempos foram de grande agitação na política brasileira, tendo as grandes manifestações daquele ano como um marco. Ao mesmo tempo em que a juventude brasileira tomava novamente as ruas para exigir mais saúde, educação e transporte público de qualidade, a primeira edição do BF MG era preparada. Somos parte do processo recente de retomada das mobilizações, do debate político e das lutas do povo brasileiro.

Em nossa curta caminhada narramos acontecimentos já históricos. Nesses três anos, noticiamos as eleições presidenciais mais disputadas de nossa história, em que Dilma derrotou Aécio. Cobrimos o maior crime socioambiental do país, o rompimento da barragem da Samarco em Mariana. E acompanhamos o desenrolar de mais um golpe aplicado por nossa desonesta elite, que afasta de forma ilegítima a presidenta e coloca em seu lugar o projeto derrotado nas urnas. 

São tempos de muitos desafios. Chegar a cada sexta-feira de forma gratuita às mãos dos/as trabalhadores/as e dos/as jovens de Minas não é tarefa fácil. Festejamos a cada semana e nesta em especial. Queremos agradecer a todos que contribuem e participam de alguma forma da construção do Brasil de Fato MG. E, principalmente, a você leitor/a, que a cada semana nos anima a quebrar a monotonia do pensamento único da comunicação no Brasil.