Luta

Contra o golpe, Levante Popular da Juventude escracha Rede Globo

Cerca de 10 mil jovens participam de ação que encerra encontro nacional

Belo Horizonte

,
Jovens denunciam ligação da Rede Globo com golpismo e pedem prisão do deputado Eduardo Cunha / Comunicação Levante

Milhares de jovens reunidos em Belo Horizonte para seu 3º Acampamento Nacional, o Levante Popular da Juventude realizam, neste momento, o ato de encerramento do encontro. Neste momento, pelo menos 10 mil jovens de todo o Brasil estão em frente à Rede Globo Minas para denunciar o golpismo da emissora. A manifestação se concentrou no Estádio Jornalista Felipe Drummond, o Mineirinho, e seguiu para a sede da empresa.

De forma pacífica, os manifestantes denunciam com músicas, intervenções teatrais e palavras de ordem a postura da Globo na condução do golpe contra Dilma Rousseff, que, para o movimento, foi um golpe contra a democracia brasileira.

“Não daremos nenhum minuto de sossego para os golpistas. Eles interromperam o ciclo da jovem democracia no Brasil e a nossa luta não cessará enquanto não houver uma reforma política profunda realizada por meio de uma Constituinte exclusiva e soberana do sistema político”, afirmou Júlia Louzada, militante do Levante Popular da Juventude.

De lá, o movimento segue para a praça Raul Soares, centro da capital, para se somar à Frente Brasil Popular em mais uma ação contra o governo não eleito e ilegítimo de Michel Temer.

Confira a versão em áudio da reportagem (para baixar o arquivo, clique na seta ao lado de compartilhar):



Ato

A manifestação foi organizada em blocos temáticos que representam o Programa Popular para a Juventude Brasileira, que consiste nas transformações necessárias para melhorar a qualidade de vida da população jovem do Brasil. O Programa foi debatido pelos participantes durante o Acampamento.

“Refletimos coletivamente quais são os problemas dos jovens e o que é necessário para avançarmos em busca de uma vida digna para a juventude da classe trabalhadora”, conta Thiago Pará, membro do Levante.

O Programa é composto de 10 eixos temáticos, como o combate ao genocídio da juventude negra; a universalização do acesso ao ensino superior; trabalho digno para os jovens; direito à terra para a juventude do campo e à cidade para jovens urbanos. Além disso, a luta contra o racismo, machismo e LGBTfobia; pela democratização dos meios de comunicação; pelo acesso à saúde e à cultura e por uma Constituinte exclusiva e soberana para reformar o sistema político brasileiro são questões apontadas no documento.

O acampamento

O 3º Acampamento Nacional do Levante Popular da Juventude contou com a participação de 7 mil jovens de todos os estados brasileiros. O evento foi o primeiro grande encontro dos movimentos populares após o impeachment de Dilma Rousseff.

Com o lema “Nossa rebeldia é o povo no poder”, a programação termina nesta sexta (9). Todas as atividades aconteceram no Estádio do Mineirinho, na Pampulha, em Belo Horizonte.

O Acampamento Nacional ocorre a cada dois anos e é a instância máxima de discussão e decisão sobre os próximos passos do movimento.