Reforma Agrária

Sem terras ocupam área da Fíbria no Espirito Santo

Cerca de 150 famílias ocupam terra de 1.200 hectares; movimento afirma que reforma agrária no estado está paralisada

Brasil de Fato*

,
Movimento já havia ocupado outras terras da empresa no ano passado / MST

Cerca de 150 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocuparam uma área de 1.200 hectares da empresa Fíbria em Linhares, no Espírito Santo. O movimento afirma que a ocupação faz parte de luta pela reforma agrária que, segundo o MST, está paralisada no Estado.

A estimativa é que ao menos 750 famílias estão acampadas em diferentes regiões do Espírito Santo e a expectativa é de que as ocupações continuem a crescer.

Além da reforma agrária, os atos tem como pauta a luta pelo retorno do Ministério do Desenvolvimento Agrário, extinto durante a reforma ministerial do presidente não eleito Michel Temer (PMDB) e pelo fortalecimento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

*Com informações da página do MST

Edição: José Eduardo Bernardes