Investigação

Polícia Federal abre inquérito sobre compra de usinas no governo FHC

Lava Jato investiga esquema de corrupção na compra das termoelétricas Alsotm/GE e NRG pela Petrobras

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Esquema teria ocorrido no segundo governo de Fernando Henrique Cardoso, entre 1999 a 2001 / Reprodução

A Operação Lava Jato, da Polícia Federal, abriu um inquérito para investigar um esquema de corrupção na compra das termoelétricas Alsotm/GE e NRG pela Petrobras, no período do segundo governo de Fernando Henrique Cardoso, entre 1999 a 2001.

A investigação foi iniciada a partir da delação do ex-diretor da área Internacional da Petrobrás Nestor Cerveró, que era gerente de energia do Departamento Industrial da estatal petrolífera na década de 1990.

Ele acusa o ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT/MS), que, em 1999, assumiu a função de diretor da Petrobras, de negociar as propinas.

Segundo Cerveró, a primeira empresa a fornecer turbinas para a Petrobras para construção e exploração de termoelétricas foi a ABB, em 1999, posteriormente adquirida pela Alstom, depois adquirida pela GE, e que, nessa primeira aquisição, já houve o pagamento de propina.

“Se acertou o pagamento de uma propina de US$ 600 mil a US$ 700 mil para o próprio declarante e um valor um pouco menor (…) aos funcionários que trabalhavam com o declarante na Petrobras", afirmou.

Outro lado

Procurada pelo Estadão, a GE informou por meio de sua assessoria de imprensa que não foi notificada sobre o inquérito e que "não comenta nenhum tipo de especulação".

Fernando Henrique Cardoso informou ao jornal que "não tem informações sobre este inquérito, mas sempre é favorável que denúncias sejam apuradas".

Edição: Camila Rodrigues da Silva