MOBILIZAÇÕES

Cidades mineiras organizam atos contra PEC 241

Eventos estão sendo convocados para a próxima semana, de 20 a 25 de outubro

Belo Horizonte

,
Em Minas Gerais, a principal mobilização acontece no dia 25 de outubro, em frente à Assembleia Legislativa do estado, às 9h, em Belo Horizonte / Mídia NINJA

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que congela gastos públicos por 20 anos será alvo de atos de protesto nos próximos dias por todo o país. Em Minas Gerais, a principal mobilização acontece no dia 25 de outubro, em frente à Assembleia Legislativa do estado, às 9h, em Belo Horizonte. A manifestação é convocada pela Frente Brasil Popular.

Até o dia 25 de outubro ações também acontecem em Betim, Diamantina, Florestal, Juiz de Fora, Montes Claros, Poços de Caldas, Uberlândia, além de outras atividades na capital mineira. Os principais locais de mobilização são as universidades, centros federais de ensino e escolas públicas, por conta do perigo representado pela PEC 241 à retirada de verbas da educação do país.

Até o fechamento da edição 27 escolas, institutos federais e universidades estavam ocupadas por estudantes contra a PEC 241 e a Medida Provisória de reforma do ensino médio.

Críticas à reformulação da Assistência Social

A Frente Mineira em Defesa do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) lançou uma carta contra o programa Criança Feliz, recém lançado pelo governo não eleito de Michel Temer. As críticas são em relação aos critérios que os novos programas sociais começam a adotar, que deve resultar em menos pessoas atendidas e consequente aumento da pobreza no país. Segundo a Frente, o governo Temer considera a assistência uma “caridade” e não um direito.