Terra

Sem diálogo com o governo, MTST realiza ocupações de três terrenos em São Paulo

Cerca de 2 mil pessoas ocuparam terrenos nas zonas leste, sul e outro em Embu das Artes

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

Ocupações marcam início de grande jornada que segue até o final do ano / Divulgação MTST

Na madrugada deste sábado, mais de 2 mil pessoas organizadas pelo MTST ocuparam 3 grandes terrenos vazios em São Paulo: um na zona leste, um na zona sul e outro em Embu das Artes (Região Metropolitana).

Segundo divulgação do próprio movimento, as ocupações são resultado da falta de alternativa de moradia, especialmente para famílias que pagam aluguel, por conta do aumento do desemprego e da paralisação do programa Minha Casa Minha Vida.

Confira a versão em áudio da nota (para baixar o arquivo, clique na seta à esquerda do botão compartilhar):

“Paralisar programas habitacionais e não dialogar com os movimentos só agravará a crise urbana e os conflitos sociais”, afirmam. As recentes ocupações marcam o início de uma jornada de ocupações na cidade que seguirá até o final do ano.

Em depoimento a rede Jornalistas Livres, José Carlos, sem-teto que acaba de ocupar um terreno na Zona Leste de São Paulo, afirmou que as ocupações são uma resposta ao governo ilegítimo de Michel Temer.  "Nós estamos com um governo corrupto, que não atende a classe trabalhadora, não cumpre nem mesmo o que está na Constituinte. Como o programa Minha Casa minha Vida está sendo desqualificado, estamos dando uma resposta à essa retirada de direitos que foi segurar a verba do Programa”, disse.

Edição: Juliana Gonçalves