Perigo

Se o povo não acordar, o Brasil vai piorar

Neoliberais não têm preocupação com um projeto de nação, com a soberania nacional, e repudiam políticas sociais

Belo Horizonte

,
Trator neoliberal, se deixar, vai passar por cima do povo / Vitor Teixeira

Vivemos no Brasil uma situação muito grave. Forças poderosas que controlam boa parte do poder Legislativo nacional, os grandes meios de comunicação, com Rede Globo à frente, parte do Judiciário e parte do empresariado, em aliança com interesses internacionais, tomaram de assalto o poder Executivo (tiraram a presidenta legitimamente eleita Dilma Rousseff) para implementar um programa neoliberal. Com isso ganharam mais força, pois, desde o golpeachment, agora eles têm também o Executivo Federal. 

A situação é séria porque o programa neoliberal que os unifica aprofunda a crise econômica e política. Neoliberalismo é a aposta em um Estado diminuto, incapaz de resolver os problemas coletivos. Por isso a PEC 55, aprovada no Congresso e sancionada por Michel Temer, que congela os gastos federais por 20 anos. Daqui a 20 anos, o tamanho do Estado brasileiro, em termos de gastos, estará menor que o de qualquer outro país em desenvolvimento, e a população estará sem acesso à saúde, educação e tantas outras políticas públicas. 

As medidas neoliberais facilitam a rapina de nossas riquezas pelas grandes empresas transnacionais. Por isso aprovaram, assim que retiraram Dilma, medidas que tiraram a exclusividade da Petrobras na exploração do pré-sal, que possui riqueza gigantesca que poderia ser nosso passaporte para o futuro. 

Neoliberais não têm projeto para o país

Os neoliberais brasileiros sempre foram subservientes aos interesses norte-americanos, um vexame. José Serra (PSDB), atual ministro de relações exteriores voltou a querer entregar nossa base militar que fica em Alcântara, no Maranhão. Essa base está em lugar privilegiado pois fica na linha do Equador. Fernando Henrique Cardoso, do mesmo PSDB, também tentou entregar a base para exploração dos EUA, mas com a mobilização popular foi derrotado, e Lula engavetou a proposta depois de eleito. 

A proposta de reforma da previdência, de facilitar a terceirização, de acabar com a CLT e os direitos trabalhistas, são medidas tipicamente neoliberais, que atendem aos interesses exclusivamente dos mais ricos. 

Os neoliberais não têm nenhuma preocupação com um projeto de nação, ou com a soberania nacional, repudiam os direitos e políticas sociais. O projeto deles jogará novamente os 40 milhões que saíram da pobreza com Lula e Dilma de volta à miséria. Ou o povo acorda e vai para a rua, ou o trator neoliberal vai passar por cima.