Tarifa Amarela

Conta de energia fica mais cara em março

Por causa da falta de chuvas, a bandeira tarifária será amarela, com custo adicional de R$ 2 a cada 100 quilowatt/hora

Radioagência Nacional

,

Ouça o áudio:

Desde dezembro, a bandeira tarifária estava verde, sem custo extra para os consumidores / USP Imagens

A partir de março, a conta de luz vai ficar mais cara. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que, por causa da falta de chuvas, a bandeira tarifária será amarela, com custo adicional de R$ 2 a cada 100 quilowatt/hora (kWh) consumido.

A bandeira amarela é ativada quando é preciso acionar mais usinas termelétricas, por causa da estiagem.

Segundo a Aneel, a previsão de chuvas nos reservatórios das hidrelétricas, no mês de março, ficou abaixo da expectativa. Assim, houve a indicação de maior geração termelétrica como medida para preservar os níveis de armazenamento e garantir o atendimento do sistema. 

Desde dezembro, a bandeira tarifária estava verde, sem custo extra para os consumidores. 

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015, na tentativa de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara que a produzida pelas hidrelétricas.

A cor da bandeira é impressa na conta de luz - ou vermelha ou amarela ou verde - e indica o custo da energia em função das condições de geração de eletricidade.

Edição: Radioagência Nacional