Presidência

Intelectuais e ativistas políticos lançam manifesto pela candidatura de Lula

Assinam a "Carta das(os) brasileiras(os)" Leonardo Boff, Chico Buarque, Marieta Severo, João Pedro Stedile, entre outros

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Escritores, juristas e artistas estão entre os apoiadores da candidatura de Lula / Brasil 247

No manifesto chamado “Carta das(os) brasileiras(os)”, centenas de intelectuais e militantes brasileiros fazem um chamado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que “considere a possibilidade de, desde já, lançar a sua candidatura à Presidência da República no próximo ano, como forma de garantir ao povo brasileiro a dignidade, o orgulho e a autonomia que perderam”.

O documento está assinado por ativistas como o teólogo e escritor Leonardo Boff, o jornalista e escritor Fernando de Morais, o escritor Eric Nepomuceno, o cientista político Emir Sader, o coordenador do MST João Pedro Stedile; também o ex-ministro da Justiça e professor da UnB Eugenio Aragão e os advogados e professores da USP e da UnB, respectivamente, Fábio Konder Comparato e Beatriz Vargas Ramos.

Entre os artistas, assinam os músicos Chico Buarque, Beth Carvalho e Martinho da Vila; além dos atores e atrizes Marieta Severo, Dira Paes, Bete Mendes, Sergio Mamberti, Tássia Camargo, Bemvindo Sequeira, Osmar Prado, Chico Diaz e Silvia Buarque.

Na próxima segunda-feira (6), o manifesto será aberto para que qualquer pessoa que apoie a candidatura de Lula à Presidência possa assiná-lo, através de uma plataforma aberta na internet.

Segundo o Brasil 247, o documento deve ser anunciado e debatido nas próximas semanas em eventos com a presença do próprio Lula.

Confira a íntegra do manifesto:

CARTA DAS(OS) BRASILEIRAS(OS)

Por que Lula?

É o compromisso com o Estado Democrático de Direito, com a defesa da soberania brasileira e de todos os direitos já conquistados pelo povo desse País, que nos faz, através desse documento, solicitar ao ex-Presidente Luiz Inácio LULA da Silva que considere a possibilidade de, desde já, lançar a sua candidatura à Presidência da República no próximo ano, como forma de garantir ao povo brasileiro a dignidade, o orgulho e a autonomia que perderam.

Foi um trabalhador, filho da pobreza nordestina, que assumiu, alguns anos atrás, a Presidência da República e deu significado substantivo e autêntico à democracia brasileira.  Descobrimos, então, que não há democracia na fome, na ausência de participação política efetiva, sem educação e saúde de qualidade, sem habitação digna, enfim, sem inclusão social. Aprendemos que não é democrática a sociedade que separa seus cidadãos em diferentes categorias.

Por que Lula? Porque ainda é preciso incluir muita gente e reincluir aqueles que foram banidos outra vez; porque é fundamental para o futuro do Brasil assegurar a soberania sobre o pré-sal, suas terras, sua água, suas riquezas; porque o País deve voltar a ter um papel ativo no cenário internacional; porque é importante distribuir com todos os brasileiros aquilo que os brasileiros produzem. O Brasil precisa de Lula!

Edição: Vivian Fernandes