Luta

Ações do 8 de março acontecem em todo Brasil

Ocupações, trancamento de rodovias e mobilizações são algumas das ações realizadas no Dia Internacional das Mulheres

Radioagência Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Mulheres Sem Terra ocupam Fazenda de Eike Batista / MST

Neste 8 de março, milhares de mulheres saíram às ruas na Jornada Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência e por Nenhum Direito a Menos. As ações ocorrem em diversas cidades do país durante todo o dia.

Em Recife, capital de Pernambuco, mulheres organizadas em movimentos populares do campo ocuparam o prédio do INSS para exigir que não haja reformas na lei da aposentadoria.

As primeiras ações do dia foram realizadas pelas mulheres do MST, o Movimento dos Sem Terra, de Minas Gerais. Elas ocuparam a Fazenda Santa Terezinha, no município de Itatiaiuçu. De acordo com o MST, a área está abandonada há 6 anos e pertence ao empresário Eike Batista, que está preso por pagar milhões em propina ao ex-prefeito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral.

No Nordeste, as mulheres do campo e da cidade protestaram em Sergipe, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão e na Bahia. Houve ações de trancamento de estradas, ocupações de prédios públicos – como do INSS e do Incra, e manifestações pelas cidades.

A Ponte do Rio Guaíba, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul também foi paralisada por trabalhadoras rurais do MST.

Em Cuiabá, capital do Mato Grosso, as sem-terra marcharam rumo ao INSS. No Espírito Santo, os protestos de movimentos da Via Campesina, como o Movimento de Pequenos Agricultores, ocorreram em diversas cidades.

A luta contra a reforma da previdência reuniu mulheres também no Norte do país, com ocupações de prédios do INSS e marchas em Palmas, no Tocantins; e nas cidades paraenses de Belém, Marabá e Altamira.

As mulheres de todo o país devem continuar suas ações, e você pode acompanhar a Jornada de Lutas das Mulheres minuto a minuto no brasildefato.com.br 

Edição: Vivian Fernandes