Arte

Um dos maiores gênios da arte, Vincent van Gogh vendeu apenas um quadro em vida

Conheça um pouco da história e obra de um dos pintores mais influentes da arte moderna

Radioagência Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça o áudio:

"Retrato de um camponês idoso", de Vincent van Gogh, 1888 / Domínio público

Nascido em 30 de março de 1853, o holandês Vincent van Gogh tornou-se um dos expoentes da expressão artística denominada pós-impressionismo. Apesar de seu talento, ele não teve uma vida fácil, começou a pintar tardiamente e teve apenas um se seus quadros vendido em vida. A Radioagência Brasil de Fato pesquisou esses e outros fatos sobre a vida deste grande artista.

Van Gogh foi um artista autodidata com pouca formação e, na verdade, só adquiriu fama após sua morte. No início de seu trabalho, pintou camponeses, flores e paisagens. A opção por autorretratos se deve, principalmente, ao fato de ele ser muito pobre para pagar modelos.

Em toda sua carreira, ele vendeu apenas um quadro: A Vinha Encarnada, tendo criado ao todo cerca de 2.500 peças de arte, incluindo 900 pinturas e 1.600 esboços ou desenhos. Tudo isso foi feito em um período de 10 anos, de 1880 a 1890.

Seus quadros, hoje em dia, porém, valem milhões de dólares. O Retrato do Doutor Gachet, por exemplo, faz parte da lista de quadros mais caros do mundo e foi adquirido por um empresário japonês em 1990 por quase US$ 86,5 milhões.

O artista só começou a desenhar aos 27 anos, após ser expulso de casa. Nessa época, van Gogh já tinha tido uma série de tentativas fracassadas de carreiras como negociante de arte, professor, vendedor de livraria e pastor.

Somente aos 28 anos o pintor adquiriu materiais de trabalho, graças a seu irmão mais novo, Theo, que o apoiou financeiramente praticamente pelo resto de sua vida.

Muitos psiquiatras modernos tentaram diagnosticar o que artista sofria a partir dos sintomas que ele parece ter exibido ao longo de sua vida, como alucinações, depressão e convulsões. Os diagnósticos vão de esquizofrenia, sífilis até epilepsia do lobo temporal.

Estes problemas teriam levado ao famoso incidente em que ele cortou sua orelha. A história conta que van Gogh e o artista Paul Gauguin estavam discutindo quando van Gogh ameaçou Gauguin com uma navalha. Em meio à confusão, teria cortado parte da própria orelha.

No entanto, alguns estudiosos alemães defendem a teoria de que foi Gauguin quem cortou a orelha de van Gogh. Segundo a teoria, Van Gogh não quis arriscar que Gauguin fosse para a cadeia e, por isso, teria dito que ele mesmo foi o responsável.

Ciclofaixa Van Gogh, entre as cidades de Nuenen and Eindhoven na Holanda

Ciclofaixa van Gogh, que liga as cidades de Nuenen and Eindhoven, na Holanda/Studio Roosegaarde/Flickr

Em homenagem ao pintor, a cidade de Eindhoven, na Holanda, batizou a primeira ciclofaixa que brilha no escuro. A obra foi inspirada no quadro mais famoso de van Gogh: A Noite Estrelada.

—–

Fatos Curiosos da História

Locução: Rafael Tatemoto

Produção: Mauro Ramos

Sonoplastia: André Paroche

Edição: Vanessa Martina Silva