Impunidade

Série audiovisual sobre o Massacre de Eldorado dos Carajás estreia nesta segunda (17)

Na data em que se completam 21 anos do crime, a Companhia Estudo de Cena lança websérie de 21 capítulos

Ouça a matéria:

"A farsa: ensaio sobre a verdade" estreia na segunda-feira (17) / Divulgação

A websérie A farsa: ensaio sobre a verdade da companhia de teatro Estudo de Cena, estreia nesta segunda-feira (17), quando se completam 21 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás, no estado do Pará, em que foram assassinados 21 trabalhadores sem terra.

Em entrevista ao Brasil de Fato, o diretor da companhia Diogo Noventa, afirmou que a série além de abordar o Massacre de camponeses em 1996, fala também sobre a trajetória da peça teatral A farsa da justiça burguesa. Sobre a peça o diretor conta: “ela foi escrita numa oficina do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) em 2005, com a coordenação Sérgio de Carvalho da Companhia do Latão, e foi representada na Marcha Nacional pela Reforma Agrária desse ano”.

Em 2012, a Estudo de Cena fez uma adaptação da obra e levou a peça para diversas cidades dos estados do Acre, Pará, São Paulo e Rio de Janeiro. “Ao fazer a peça nós percebemos o impacto dela nas pessoas, e como a memória do massacre disparava memórias de outros fatos semelhantes a este”, conta o diretor.

Já em 2014, o grupo participou do Acampamento Pedagógico da Juventude do MST, montado no exato local do massacre, na curva do “S” da PA-150. As filmagens que acabaram fazendo parte da série começaram neste encontro, onde a peça não só foi apresentada: “convivemos durante 7 dias com os jovens fazendo um debate interessante sobre violência de Estado e memória social, e sobre arte e política”, conta Diogo.

O material audiovisual criado possui seis abordagens: as apresentações; entrevistas com sobreviventes do massacre; ações do acampamento, como uma marcha de 300 pessoas pela floresta até o cemitério onde estão enterrados os trabalhadores assassinados; entrevistas com jovens assentados que falam da importância de desenterrar a história; gravação da peça para câmera tendo como cenário o monumento de 19 castanheiras erguido no local do massacre; e o encontro dos integrantes da Estudo de Cena com Inácio Nascimento (um dos sobreviventes) em sua casa, na beira da estrada PA-150.

Para Diogo, a partir do golpe de 2016, o conservadorismo possui uma força muito maior no Brasil, e portanto o “papel dos artistas, de teatro e de cinema, só pode estar vinculado a uma luta de resistência, a uma luta que tente conter esse avanço do conservadorismo brasileiro, fazendo uma arte contra-hegemônica”.

Os 21 episódios da série serão lançados a partir de 17 de abril de 2017. O lançamento dos episódios ocorrerá em espaços públicos, como assentamentos, universidades, praças e parques de nove cidades do estado de São Paulo. Cada projeção será acompanhada pela apresentação da peça A farsa da justiça da Estudo de Cena. Após o lançamento público, os episódios serão publicados a cada segunda e quinta-feira no canal do Youtube: A farsa: ensaio sobre a verdade.

Edição: Brasil de Fato