Violência

Autoridades dão início às investigações sobre ataque a indígenas no Maranhão

Inquérito policial foi aberto para investigar o crime que deixou 13 indígenas feridos

O ataque ocorreu no Povoado das Bahias, área de etnia Gamela
O ataque ocorreu no Povoado das Bahias, área de etnia Gamela - Cimi/Divulgação

As investigações para apurar os autores do ataque a uma aldeia indígena no Maranhão, no último domingo (30), começaram com o depoimento de agricultores, posseiros e indígenas que moram no local, segundo informou o governo do Maranhão. 

De acordo com as autoridades, um inquérito policial foi aberto para investigar o crime que deixou feridos 13 indígenas da etnia Gamela, no Distrito de Viana, no interior do estado. 

O Ministério da Justiça informou que duas equipes da Polícia Federal estão na região de Viana, no Maranhão, para apoiar as investigações.

A Funai também criou um comitê de crise para acompanhar de perto os desdobramentos do conflito. A comitiva também foi ao local e vai elaborar um relatório sobre a real situação da disputa agrária da região.

Temos informações também de que a Comissão de Direitos Humanos da OAB vai pedir ajuda da Anistia Internacional para intervir na disputa por terra entre índios e fazendeiros no povoado de Bahias, no interior maranhense.

(*) A participação da repórter foi ao vivo.

Edição: Radioagência Nacional