Alimentação

Visitantes deixam a Feira Nacional da Reforma Agrária com sacolas cheias

Encantados com a variedade e qualidade dos alimentos, compradores prometem voltar nos próximos dias ao evento

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Almeirinda já está no segundo dia de compras e promete retornar com a família / Marianna Rosalles

Produtos da 2ª Feira Nacional da Reforma Agrária encantam os consumidores. Ao transitar pelo evento é possível ver pessoas abarrotadas de sacolas, aproveitando a oportunidade para levar para casa alimentos saudáveis e sem agrotóxicos.

Fernanda Lobato, 18 anos, veio acompanhada da amiga Mariana, 21 anos. As duas ficaram bastante surpresas com o tamanho do evento. “Eu estava esperando a venda de plantas e alimentos, mas acabei de passar por cadernos, camisetas, produtos bem diversos”, disse Mariana. Outro destaque é o clima da Feira, Fernanda ressaltou que é uma experiência única conversar com os produtores e ouvir suas histórias.

Almeirinda Machado, 66 anos, soube da feira pela filha e já marca presença pelo segundo dia consecutivo. Ela comprou doces, frutas, verduras, conservas, camisetas, queijos, entre outros. As sacolas ficaram cheias com os produtos diversos. “É maravilhoso. Eu acho muito legal, pena que não consigo carregar mais”, brincou. Outro fator ressaltado foi a importância de um evento com alimentos orgânicos livres de agrotóxicos. 

Carlos Sérgio veio em 2015 na primeira edição da feira e acha "excelente" que os produtores vendam diretamente para a população, principalmente sendo produtos sem agrotóxicos. “Você está ajudando o produtor e também está ajudando a população. Sérgio já compra alimentos na feira do Parque da Água Branca aos sábados e no Armazém do Campo [loja do MST na capital paulista]", disse. Nas sacolas, ele carregou feijão, fubá e bananas. "Eu já acompanho o trabalho deles [MST] e sempre que posso estou presente."

A satisfação com o evento é um consenso entre os frequentadores. A 2ª Feira Nacional da Reforma Agrária ocorre até domingo (7) no Parque da Água Branca.

Edição: Anelize Moreira