Chuvas

Mais da metade dos municípios do Amazonas estão em situação de emergência

Mais de 64 mil famílias são afetadas com as fortes chuvas no estado

Ouça a matéria:

Enchente em Brasiléia, no Acre / Gleilson Miranda / Secom / Agência Acre

Trinta e nove municípios amazonenses estão em situação de emergência por causa das enchentes que atingem o estado. A informação é da Defesa Civil estadual.

 

Os últimos municípios a entrarem na lista foram Codajás e Uarini – na calha do Solimões; Barreirinha – no Baixo Amazonas e Autazes – na calha do Médio Amazonas.

 

Mais de 64 mil famílias são afetadas com as fortes chuvas no estado. 120 famílias sofreram com deslizamentos de terra em Manacapuru e Tefé.

 

Sete municípios estão em situação de alerta. São eles: Urucará, Maués, São Sebastião do Uatumã, Jutaí, Silves, Itapiranga e Manaus. Novo Airão e Borba estão em estado de alerta para enchentes.

 

O coronel da Defesa Civil, Fernando Pires Júnior, diz que a cheia deste ano já era esperada.

 

O coronel explica que o estado se encontra no período de transição entre o inverno e o verão amazônicos e que as águas já começam a baixar, principalmente nas calhas dos rios Juruá, Purus e Alto Solimões.

 

De acordo com a Defesa Civil, o governo federal em parceria com o estado enviou medicamentos e kits higiene para a região afetada. Além disso, 1.400 toneladas de alimentos estão sendo destinadas para as famílias. Deste total, 500 toneladas já foram entregues.

 

Não existem casos de pessoas desalojadas ou desabrigadas na região.

Edição: Radioagência Nacional