Agronegócio

O Agro é Pop?, questiona o Observatório de imprensa De Olho nos Ruralistas

Grupo organiza twitaço para criticar bordão da Rede Globo veiculado em propaganda exibida no horário nobre da emissora

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Cartaz em memória do assassinato do líder comunitário e ambientalista José Maria Filho, o Zé Maria do Tomé, no Ceará / Cáritas Regional Ceará | Facebook

O observatório De Olho nos Ruralistas promoverá, nesta quarta (28), a partir das 13 horas, um twitaço (postagem em massa de mensagens no Twitter) com a hashtag #OAgroNãoÉPop.

O objetivo da ação é questionar uma propaganda veiculada pela Rede Globo desde 2016, em horário nobre da emissora, que afirma que "O Agro é Pop. O Agro É Tech. O Agro É Tudo". Como hastags adicionais, serão utilizadas também as marcações: #OAgroNãoÉTech, #OAgroNãoÉTudo.

"Essa campanha atinge milhões de pessoas em rede nacional e a gente acredita que é necessário divulgar informações que a desconstrua", relata Alceu Castilho, coordenador do observatório De Olho nos Ruralistas. 

O twittaço também marca uma fase decisiva da campanha de arrecadação do De Olho, que depende de assinaturas para continuar com suas atividades até 2018. O projeto tem o objetivo de conseguir mil parceiros, mas, "se não conseguirmos pelo menos 500 assinantes até a primeira semana de julho, teremos que diminuir nossa equipe", explica Castilho.

Na última segunda-feira (26), veio a tona o escândalo do avião com cocaína que decolou de fazenda que pertence a Blairo Maggi, dono do grupo Amaggi e Ministro da Agricultura do governo golpista de Michel Temer.

Casos como este não ganham destaque na grande mídia como ressalta Castilho: "A existência de um observatório específico para o agronegócio é fundamental no contexto de uma imprensa que faz campanhas como essa e que faz uma cobertura parcial da agropecuária".

Edição: Vanessa Martina Silva