Greve Geral

Balanço 30 de junho: pelo menos 65 sindicatos convocaram greve em MG

A reportagem do Brasil de Fato MG conversou com as nove centrais sindicais. Veja quem paralisou os trabalhos na sexta

Belo Horizonte (MG)

,
Todas as chamadas reivindicavam a derrubada das Reformas Trabalhista e da Previdência, e a maior parte pedia Diretas Já / Maycon Dantas - FBP Minas

A última greve geral foi menos sentida na rotina das cidades. Enquanto em 28 de abril Belo Horizonte amanheceu praticamente vazia, em 30 de junho o comércio e linhas de ônibus funcionaram quase normalmente. A reportagem do Brasil de Fato MG conversou com as nove centrais sindicais e elenca aqui quantas entidades convocaram a greve geral no estado.

Dos sindicatos e associações de trabalhadores ligados à CUT, CTB, CSB, CGTB, UGT, Nova Central, Força Sindical, Intersindical e CSP-Conlutas, 65 convocaram greve geral em Minas e tiveram adesão ao menos parcial da base. A maioria de abrangência estadual. Todas as chamadas reivindicavam a derrubada das Reformas Trabalhista e da Previdência, e a maior parte pedia uma nova eleição para presidente, a “Diretas Já”.

Breve avaliação

Para o presidente da CTB Minas, Marcelino da Rocha, a lista deve ter sido ainda maior em 28 de abril. “É fato que a adesão foi menor, em razão da proximidade da última greve e pelo menor envolvimento de algumas centrais que tiveram negociação com Temer e criaram expectativas”, afirma. Estaria em jogo, segundo Marcelino, a crença de que Michel Temer corrigirá pontos da Reforma Trabalhista por meio de Medida Provisória, mas apenas depois que ela esteja aprovada.

Apesar da menor adesão, Marcelino afirma que a unidade construída entre as nove centrais sindicais – situação quase inédita – é o ponto forte das convocações de greves. Nisso, algumas sessões de centrais sindicais de Minas estariam tendo um papel essencial. “O ramo dos metalúrgicos da Força Sindical, por exemplo, não aceita a retirada de direitos”, exemplifica Marcelino, lembrando que centrais com posição política oscilante estão enfrentando problemas internos.

Para José Maria dos Santos, presidente do Sindágua e diretor da CUT Minas, avalia que a pauta do dia 28 de abril, a Reforma da Previdência, tinha maior apelo junto a população. Agora, a polêmica foram as denúncias contra Michel Temer e a reivindicação de eleições diretas para presidente. Apesar de mais difícil compreensão, Zé Maria defende que a reivindicação deve ser feita. “Temos um presidente corrupto e o Congresso não vai tirá-lo se não formos para rua”, afirma.



LISTA: Adesões à greve geral de 30 de junho em MG

Administradores - SAEMG

Advogados - SINAD MG

Agentes de Segurança Penitenciária – Sindasp

Agricultores – Fetaemg, Sindicato dos Agricultores Familiares do Triângulo Mineiro

Assistentes sociais - CRESS-MG

Bancários – Sindicato dos Bancários BH e Região

Construção civil – Sindicato de Passos

Costureiras – SOAC (BH e região)

Delegados de Polícia - Sindepominas

Economistas – Sindecon MG

Eletricitários (Cemig e outras empresas) – Sindieletro MG

Eletricistas - Sindicato dos Oficiais Eletricistas e das Indústrias de Instalações Elétricas

Empregados do Comércio – Sintracc (Contagem), Região Metropolitana de BH (SEC), Betim

Empregados em locação – Sintral MG

Empregados em asseio e conservação – Sindiasseio (BH e região)

Enfermeiros – SEE MG

Funcionários da Educação Estadual – SindUTE MG

Funcionários do Metrô – Sindimetro MG

Funcionários de esgoto e distribuição de água (Copasa e outras empresas) – Sindágua

Funcionários dos Correios – Sintect MG

Funcionários do Ministério Público – Sindsemp MG

Funcionários da Previdência – SintsPrev MG

Funcionários de empresas de assessoramento (perícias, pesquisas, etc) – Sintappi MG

Gráficos – STIG MG

Jornalistas – SJPMG

Metalúrgicos – Sindimetal (BH e região), Sabará, Lavras, Betim, Uberlândia, São João del Rei, Pirapora, Itaúna, Divinópolis, Itajubá

Montagem Industrial – Sintramonti MG

Petroleiros – Sindipetro MG

Policiais civis – Sindipol MG

Processamento de Dados – Sindados MG

Professores da Rede Privada – Sinpro

Professores de Cefets – SindCefet MG

Professores da Educação Municipal – Sind-Rede

Servidores da Saúde – Sind-Saúde MG

Servidores Municipais – Sindibel (Belo Horizonte), Poços de Caldas, Unaí, João Pinheiro, Cataguases, Santa Rita de Caldas, Sudoeste de Minas

Servidores do IPSEMG - SISIPSEMG

Servidores Públicos – FESEMPRE, SindPublicos MG

Técnicos de instituições federais – Sindifes

Trabalhadores de mineração – Sindicato Poços de Caldas, BH e região, Congonhas e Ouro Preto

Trabalhadores de Frigoríficos – SindiCarne MG

Telecomunicações – Sinttel MG

Técnicos de Segurança do Trabalho – Sintest MG

Trabalhadores das indústrias de panificação BH e região – Sitipan

Trabalhadores de edifícios e condomínios – Sindeac (BH e região)

Edição: Frederico Santana